Como afastar o sono durante o dia

O sono está atrapalhando seus afazeres? Leia o texto abaixo e veja como afastá-lo durante o dia.

Quando o sono chega nas horas erradas, perdemos em qualidade de vida. Sentir as pálpebras pesadas durante os estudos e/ou trabalho certamente faz com que o rendimento caia bastante. Se isso está sendo constante na sua vida, antes de procurar um médico para fazer uma avaliação do caso, siga as dicas abaixo e veja como afastar o sono durante o dia:

Chiclete: mesmo que pareça estranho, mastigar chiclete faz com que o nervo trigêmeo localizado no maxilar seja estimulado. Por estar ligado às áreas do cérebro responsáveis por manter a pessoa desperta, a tendência é que o sono diminua enquanto você mascar o chiclete. E ao mastigá-lo são enviadas informações ao cérebro que você está se alimentando, mantendo o corpo de sobreaviso até terminar a “refeição”.

Publicidade

Luz: a claridade ajuda a estimular o núcleo supraquiasmático, deixando o organismo em alerta. Portanto, abra as janelas, acenda as luzes e deixe o ambiente o mais iluminado possível. Um ventinho também ajuda a manter a pessoa acordada.

Barulho: o barulho pode perturbar na hora de estudar ou trabalhar, mas ele também dá aquela força na hora de despertar alguém sonolento. Vale ligar o som, a TV ou até mesmo escutar pessoas conversando. Ambientes muito silenciosos favorecem que o sono chegue mais rápido. Esta dica, no entanto, não é interessante para quem precisa de silêncio total para se concentrar. Neste caso, fique de olho nas outras sugestões.

Publicidade

Horário das atividades: estudar depois de refeições mais pesadas realmente dá sono na maioria das pessoas, pois o organismo fica mais lento e a temperatura cai.

Evite estudar logo depois do almoço e jantar.

Água fria: jogue água fria ou gelada na nuca e em torno das carótidas, região anterior do pescoço. Os vasos sanguíneos são contraídos e o coração precisa fazer mais “força” para bombear o sangue no organismo. Assim, a frequência cardíaca aumenta e a pessoa fica mais desperta.

Polichinelos: aquele exercício que você detestava fazer na escola é um excelente aliado na hora de espantar o sono. Por ser aeróbico, a adrenalina é liberada mais vezes. Faça pelo menos 20 polichinelos.

Ajudinha oriental: Preste atenção nas dicas vindas do oriente. Uma delas é apertar com o indicador o espaço entre o lábio e o nariz (bem no bigode). Massagear entre as sobrancelhas também deixa qualquer pessoa mais tempo acordada. Experimente.

Aromas: cheirinhos como hortelã, menta e eucalipto oxigenam o cérebro e estimulam os neutrotransmissores. Pingue algumas gotinhas destas essências em um lencinho e o mantenha sempre por perto quando o sono atacar.

Cafeína: a adenosina, substância que causa a sonolência, tem sua ação diminuída pela cafeína. Por ser estimulante, a cafeína não deve ser consumida em demasia.
Se mesmo com todas estas dicas seu sono persistir, procure um especialista para uma avaliação mais detalhada do seu caso.

Publicidade

Comente