Como analisar o rótulo dos alimentos

Cada vez mais é importante conhecermos o que cada alimento contém. As informações nutricionais que constam nos rótulos devem ser compreendidas por todos nós. Leia o texto abaixo e veja como analisar o rótulo dos alimentos que você compra no supermercado.

Você tem prestado atenção no rótulo dos alimentos que você compra? Pessoas que sofrem de doenças como hipertensão e tem o colesterol elevado, por exemplo, devem dar muita atenção a eles. Quando alguém necessita, por motivo de doença, passar por restrições alimentares, mais do que nunca saber analisar os rótulos se torna essencial para garantir mais qualidade de vida. E mesmo aquelas pessoas que simplesmente querem seguir uma vida saudável, saber o que está escrito naquelas letras miúdas é muito importante.

Publicidade

No rótulo nutricional do alimento você vai se deparar com várias informações como calorias por porção, carboidratos em gramas, gordura total em gramas, gordura saturada em gramas, gordura trans em gramas, fibras em gramas, cálcio em miligramas, ferro em miligramas e sódio em miligramas. A pessoa com diabete possui a glicose elevada, portanto essas devem controlar o consumo de alimentos com carboidratos. Quem irá determinar a quantidade permitida será o médico. Na hora de adquirir os produtos, procure no rótulo a inscrição “diet”. A maioria das pessoas associa esse o termo “diet” a dietas de emagrecimento, o que não corresponde à realidade. Por exemplo, um chocolate diet não contém açúcar na sua formulação, porém é mais gorduroso e calórico que os chocolates normais. Dependendo do caso, o nutriente que falta em produtos diet é o sódio ou proteína.

Pessoas com colesterol nas alturas devem também analisar com muito cuidado os rótulos nutricionais. Os alimentos de origem animal contêm bastante gordura saturada, devendo ser evitados. Já os alimentos de origem vegetal possuem gordura insaturada, elevando o colesterol bom (HDL), e não têm colesterol. A gordura trans também não é nenhum pouco indicada para os portadores de colesterol alto, já que ela diminui o HDL e eleva o colesterol ruim. Portanto, quanto maior o valor de gordura trans no rótulo, pior para a saúde. De qualquer pessoa. Fãs de bolachinhas recheadas, sorvetes e bolos precisam prestar atenção. Esses produtos possuem mais de 2 gramas de gordura trans por porção, tornando-se um risco para quem costuma consumir diariamente. Incluir fibras na alimentação ajuda a diminuir o colesterol ruim. O recomendado é pôr no cardápio aproximadamente de 25 a 30 gramas por dia. Quanto maiores os valores de fibras indicado no rótulo, melhor.

Triglicerídeos é um tipo de gordura e se no exame de sangue acusar que ela está acima do limite, cuidado. Caso o colesterol esteja acima também, as chances de desenvolver doenças cardiovasculares é bem maior. Preste atenção no rótulo e evite alimentos com índices maiores de colesterol, gordura saturada, gordura trans e carboidratos.

Publicidade

Pessoas hipertensas devem ficar atentas ao teor de sódio especificado nos rótulos, já que ele é o grande inimigo de quem sofre com pressão arterial elevada. As quantidades em muitos produtos são altíssimas. Inclusive nos adoçantes á base de ciclamato e sacarina você irá encontrar sódio. Gordura trans e saturada devem ser conferidas pelos hipertensos nos rótulos com o maior cuidado. Anote: a quantidade máxima permitida deve ser de 2400 gramas ou aquela que seu médico indicar.

Habitue-se a ler os rótulos dos alimentos e garanta mais saúde na sua vida.

Publicidade

Comente