Como cancelar e-mails do Groupon

O Groupon é um dos maiores sites de compras coletivas do mundo. Mas suas mensagens podem lotar sua caixa de e-mails.

Quem se cadastra no site de compras coletivas Groupon autoriza a empresa a enviar e-mails diários para seus assinantes, com ofertas de viagens, estética, cursos, eletrônicos, gastronomia, etc., que chegam a 70% de desconto, informa a empresa. Os e-mails podem chegar a quatro por dia.

Publicidade

Nas mensagens recebidas, na parte inferior, para cancelar e-mails do Groupon, clique em “Você recebeu este e-mail porque se inscreveu na newsletter do Groupon. Aqui você pode sair desta newsletter”. Fiz a operação e recebi imediatamente uma mensagem informando que meu e-mail foi excluído com êxito da lista de assinantes do boletim. Na mesma página, na parte superior, é possível fazer o recadastro.

No final da página inicial, em letras brancas sobre fundo preto quase ilegíveis, é possível clicar em “Contato” e enviar uma mensagem pedindo o cancelamento da assinatura ou do envio de ofertas.

Há muitas reclamações, em diversos sites de defesa do consumidor, de que os e-mails continuam sendo enviados, mesmo depois do pedido de cancelamento. O site Reclame Aqui acumula, entre pedidos de cancelamento, estorno de pedidos, má qualidade de produtos, não entrega, etc., quase 30 mil queixas nos últimos dois anos, 40 delas no dia em que este texto foi redigido (apenas uma havia obtido solução). Um post do site do Estadão, de novembro passado, informa que o Groupon é líder no ranking de reclamações (na categoria compras coletivas) na cidade de São Paulo. Foram 190 queixas entre janeiro e setembro de 2011.

Publicidade

Se o pedido de cancelamento não for atendido, há opções no seu próprio e-mail. É possível classificar qualquer mensagem como “Lixo”. Para isso, na lista da Caixa de Entrada, clique com o botão direito sobre o remetente e faça a opção. Não é preciso abrir a mensagem. A partir daí, mesmo que continuem chegando, não aparecerão entre as mensagens novas. Você pode apagá-las entrando na pasta “Lixo” ou apenas esperar que o sistema apague os e-mails das pastas “Excluídos” e “Lixo”. Por fim, é possível recorrer a centros de atendimento ao consumidor e fazer valer seus direitos. Há Procons na maioria das cidades brasileiras. As redes sociais também podem ajudar: prestadores de serviços costumam ser mais “sensíveis” aos nossos pedidos quando as queixas ganham mais visibilidade.

A melhor maneira de não receber as mensagens é desmarcar a caixa “Quero receber newsletters com promoções e descontos” no momento da inscrição. Pense nisto, na próxima vez em que fizer um cadastro num site de compras.

Publicidade

Comente