Como deixar as contas no azul

Está com muitas dívidas? Não consegue guardar nada na poupança? Aprenda com dicas simples como deixar as contas no azul e mantenha suas contas no controle.

Quanto mais vai se aproximando o final do mês, mais você vai ficando aliviado pois logo chega o dia de receber seu suado dinheirinho e poder pagar as contas. É água, luz, telefone, escola das crianças, despesa com alimentação e vestuário, sem contar que o carro quebrou e agora um novo membro está chegando na família: um cãozinho que só come ração fina!

Publicidade

Pode parecer a primeira vista que os custos ditos aqui são gastos comuns que a maioria das pessoas tem, mas não são poucos que ficam todos os meses com a corda literalmente no pescoço por não saber controlar as contas. Veja algumas dicas de como deixar as contas no azul e saia dessa zona de risco e volte para uma zona de conforto financeiro.

Identifique suas despesas mensais

Um dos grandes erros das pessoas endividadas e ´´achar“ que tem dinheiro suficiente para comprar um determinado bem e esquecer por exemplo que aquele dinheiro já é utilizado para custear outra coisa. Aí quando vai olhar no extrato está faltando um determinado valor e se lembra: gastei naquele bem, geralmente supérfluo.

Lembre-se sempre que há despesas fixas que é a prestação da casa, despesa com alimentação, água, luz, telefone, gás e escola das crianças. Há gastos variáveis que é quando você compra um alimento fora da despesa com alimentação mensal ou roupas e despesas especiais quando por exemplo precisa ficar internado num hospital.

Publicidade

Estes custos todos devem estar na ponta do lápis, sempre definindo o valor para as despesas fixas e guardando dinheiro para as variáveis e especiais que geralmente são as que causam endividamento.

Planeje do início ao fim do mês

Se você ganha R$2.000,00, deve saber que gastar mais que isso já é um rombo no orçamento. Procure fazer uma planilha detalhada das suas despesas e quanto gasta em média com cada coisa. Uma das dicas de especialistas é sempre trabalhar com metade do valor ou um pouco mais da metade.

Por exemplo, no caso de receber R$2.000,00 faça seu orçamento em cima do valor de R$1.500,00, pagando todas suas contas com esse valor ou menos. O que sobra é R$500,00 ou mais para você custear algum bem, pagar a vista algo de alto valor ou outras dívidas ou simplesmente garantir uma poupança.

Não ao consumismo

Se as dívidas tem sido muitas, aprenda a não ser mais consumista e evite ao máximo comprar coisas que você jamais irá usar ou se usar, será eventualmente. Defina suas prioridades e procure sempre comprar tudo a vista, deixando o cartão de crédito só para casos especiais. Economizar é um hábito, um treino e com calma e planejamento você conseguirá colocar suas contas em dia.

Publicidade

Comente