Como emagrecer com a espirulina

Quem diria que uma microalga pode ser sua aliada para perder peso? Veja como emagrecer com a espirulina.

Se você está precisando perder aqueles quilinhos extras, o momento chegou. A espirulina é um tipo de bactéria ou microalga muito rica em proteínas. Ela vem sendo bastante usada como auxiliar nas dietas de emagrecimento. Vendida no formato de cápsulas em lojas de produtos naturais, a espirulina traz inúmeros benefícios a quem a consome.

Publicidade

Quem tem fome de leão sabe o quanto é complicado tentar emagrecer, precisando resistir a todos os tipos de tentações. A espirulina reveste as paredes do estômago, provocando uma maior sensação de saciedade e decretando o fim da fome. Cansaço e falta de disposição também ficam para trás. A espirulina favorece uma maior produção da serotonina, o hormônio do bem-estar, reduzindo a famigerada compulsão alimentar. Por conter vitamina A, ferro, cálcio, magnésio e fósforo, esta poderosa alga é antioxidante e a gordura é queimada com mais facilidade.

Confira agora mais benefícios que a espirulina pode lhe trazer:

Aumento da imunidade: cria obstáculos contra ataques de vírus. Com isto, eles não penetram nas células e as pessoas não contraem gripes, resfriados e outras doenças com tanta facilidade:

Anemia: por conter uma grande quantidade de ferro, a espirulina afasta os riscos desta doença.

Publicidade

Desintoxicante: a alta concentração de clorofila da espirulina ajuda a desintoxicar o intestino, a vesícula biliar, vias respiratórias e o sangue.

Olhos: a espirulina possui importantes nutrientes para os olhos, uma excelente notícia para portadores de cataratas e diabéticos.

Quer dar um up no emagrecimento? Veja a dieta que você pode seguir.

Dia 1:

Café da manhã: 1 xícara de chá de leite desnatado, meia unidade de mamão papaia, 1 colher de sobremesa de semente de linhaça triturada, 1 torrada integral e 3 fatias finas de peito de peru.

Lanche da manhã: 1 xícara de chá de hibisco e 1 cápsula de espirulina.

Almoço: 1 prato de agrião cru, 1 colher de sopa de cenoura ralada, meio pepino cru, meia cebola crua, 1/4 de colher de sopa de azeite extravirgem, 2 batatas doces cruas, 1 colher de sopa de lentilha cozida, 1 filé de pescada grelhada sem pele, 1 colher de sopa de couve refogada.

Lanche da tarde 1: 2 torradas integrais, 1 fatia média de queijo minas frescal light, 1 copo de água de coco.

Lanche da tarde 2: 1 xícara de chá de hibisco e 1 cápsula de espirulina.

Jantar: 1 prato de salada verde, 1 omelete com ervas, 1 kiwi.

Ceia: 1 xícara dechá de camomila.

Dia 2:

Café da manhã: prepare um suco com 1 copo de água, 1 colher de sopa de salsinha crua, 1 fatia grossa de melão e 1 colher de sobremesa de linhaça triturada. Bata no liquidificador e beba em seguida. 1 fatia de pão integral light e 1 fatia de queijo minas frescal light.

Lanche da manhã: 1 xícara de chá branco e 1 cápsula de espirulina.

Almoço: 1 prato de alface americana crua, 3 fatias de tomate, meio pepino cru, 1 colher de chá de salsinha seca, ¼ de colher de sopa de azeite extravirgem, meia concha de feijão carioquinha cozido, 2 colheres de sopa de arroz integral cozido, 1 pedaço de frango assado sem pele e 1 colher de sopa de brócolis cozido.

Lanche da tarde 1: 1 iogurte natural desnatado, ½ meia colher de chá de canela em pó e 1 colher de sopa rasa de uva-passa.

Lanche da tarde 2: 1 xícara de chá de cavalinha e 1 cápsula de espirulina.

Jantar: 3 conchas de sopa de frango com couve e inhame e 1 fatia de abacaxi.

Ceia: 1 xícara de chá de hortelã.

Não inicie qualquer dieta sem indicação do seu médico.

Publicidade

Comente