Como ensinar as crianças a lidarem com dinheiro

Ensine seus filhos a economizarem desde pequenos.

Adultos que têm uma vida financeira saudável certamente foram ensinados desde a infância a conhecerem o valor real do dinheiro e a lidar com ele. Evite que seu filho se torne um adulto consumista seguindo as dicas abaixo:

Publicidade

Até os 6 anos

– Mostre para seus filhos as cédulas e moedas e explique o que é possível comprar. Se você for ao supermercado com eles, ensine o que dá para adquirir, por exemplo, com R$ 50,00. Na hora de passar no caixa lembre da importância de pedir o troco e conferir em seguida;

– Há produtos semelhantes que são mais caros ou mais baratos e para isso é necessário fazer comparações. Nessa idade se começa a criar a noção do que o dinheiro pode comprar, do que vale a pena adquirir e quando é preciso preterir algo em função de outra;

Até os 14 anos

– Ainda não é a fase da mesada. Crianças dessa idade ficam desestimuladas a tentar fazer com que seu dinheiro renda por trinta dias e elas acabam por não poupar. por isso ofereça uma semanada, com a condição de que se gastarem tudo antes da semana acabar nenhum valor será adiantado por conta disso;

Publicidade

– Estimule a poupança. Se seu filho deseja um presente um pouco mais caro, incentive-o a economizar um pouco para que compre ele próprio. A cada compra adquirida, mais ele se sentirá estimulado a poupar;

– Depois dos dez anos já é possível oferecer uma mesada. Depende dos pais a frequência dos aumentos. Especialistas orientam a não sujeitar o ganho da mesada ao cumprimento de obrigações como boas notas na escola e comportamento adequado;

– A partir dessa fase as crianças começam a dar importância a cada mesada que recebem e o quanto o dinheiro realmente vale;

A partir dos 15 anos

– Mesadas não são salários. Converse com seu filho e cheguem a um acordo de quanto ele deve ganhar para suas necessidades mais prementes ou diversão. Saliente desde o início da importância de fazer com que o dinheiro dure até o próximo mês. Porém caso o jovem necessite de mais dinheiro para ir a alguma festa, comprar material escolar ou simplesmente pagar as entradas do cinema, é interessante que se discuta a real necessidade daquela solicitação. Há opção de descontar o extra na mesada seguinte. Apenas tome cuidado para que seu filho não acostume a extrapolar todos os meses.

Publicidade

Comente