Como evitar a flatulência

Os gases se formam quando ingerirmos alguma bebida ou alimento. Sem nos darmos conta, engolimos também pequenas quantidades de ar. Aos poucos ele vai acumulando podendo ocasionar a aerofagia, o nome científico para os gases. Chamamos de flatulência a liberação voluntária ou involuntária do ar que fica retido na porção final do intestino, uma situação que pode gerar algum constrangimento.

Publicidade

O ar pode ser eliminado via oral através do arrotou ou via anal por meio dos gases intestinais ou flatos. A grande maioria é produzida no intestino pelos carboidratos que não são quebrados durante a passagem pelo estômago. Porém o intestino não tem as enzimas necessárias para digeri-los e os carboidratos são fermentados pelas bactérias que o habitam. Todo esse processo produz e libera gases.

Se você está com algum desconforto como distensão abdominal é muito provável que sejam gases. E eles podem ser bem doloridos. Por isso procure verificar como está sua alimentação. Abaixo segue a lista dos alimentos causadores da aerofagia:

Vegetais: agrião, acelga, alho, cebola, brócolis, couve, couve-flor, repolho, batata doce, gengibre, couve de Bruxelas, chucrute, ervilha verde, milho verde, mostarda, pepino, nabo, rabanete, pimentão, pimenta do reino;

Publicidade

Doces: caramelos, bolo, bombom, chocolate, doce em pasta, açúcar em excesso;

Queijos: Evite os de alta concentração como o mussarela, parmesão, roquefort, gorgonzola;

Leguminosas: Ervilha, grão de bico, feijão, lentilha, soja. Um segredinho para evitar que o feijão cause menos gases está na sua preparação. Deixe os grãos de molho de um dia para o outro. Pela manhã troque a água antes de cozinhá-lo. A produção de gases aumenta quando o amido está mal cozido.

Frutas: Abacate, goiaba, maçã, pera crua, melão, melancia, passas;

Bebidas: soda, bebidas gaseificadas como coca-cola e café;

Adoçantes: aqueles que contêm sorbitol como os dietéticos, balas e chicletes dietéticos;

Outros: condimentos em demasia, alimentos crus ou fritos, avelãs, nozes e demais alimentos oleaginosos.

Além de todos esses cuidados, procure um ambiente sossegado para fazer as refeições, mastigue os alimentos e coma devagar. Não converse enquanto estiver comendo, evitando com isso engolir ar. Tente descobrir quais os alimentos que lhe causam flatulência e os evite ou diminua a porção. Se mesmo assim o desconforto permanecer, consulte seu médico. Essa é uma situação que ocorre com todas as pessoas. A diferença é que umas sofrem mais que as outras.

Publicidade

Comente