Como evitar a combinação perigosa de medicamentos

Combinar certas medicações podem trazer danos a sua saúde, alguns bem graves. Veja como se proteger.

Se você é do tipo que faz combinações de medicamentos, saiba que isso pode afetar muito sua saúde, e em alguns casos mais extremos, provocar a morte. Interagir um remédio com o outro pode ampliar ou reduzir seus efeitos. Para evitar qualquer tipo de problema leia a bula ou consulte seu médico antes de fazer qualquer experiência e terminar se intoxicando. Leia algumas combinações medicamentosas que devem ser evitadas:

Publicidade

– Paracetamol e álcool: muitos costumam fazer isso e desconhecem o quanto essa combinação pode afetar a saúde. Os dois são metabolizados no fígado que acaba sendo sobrecarregado. Além disso, o álcool ainda pode transformar o paracetamol em um composto muito tóxico para o fígado. Não se arrisque ou você terá problemas futuros;

– Anticoncepcional e erva-de-são-joão: essa erva é muito conhecida como um tratamento natural para a depressão. Mulheres que fazem uso dela e tomam pílula concomitantemente podem ter o efeito da última completamente cortado. O motivo é que um dos efeitos da erva-de-são-joão é acelerar a atividade de enzimas do fígado, uma delas o estradiol, componente das maiorias dos anticoncepcionais. Por isso cuidado. Se você verificar que está tomando alguma medicação com a erva, avise seu médico. Na dúvida, use camisinha;

– Anticoncepcional e cigarro: ser fumante e tomar anticoncepcional é um risco imenso. Esse terrível hábito aumenta em até 20 vezes o risco de uma trombose e entupimento dos vasos. É praticamente uma sentença de morte;

Publicidade

– Metronizadol e álcool: o metronidazol é um medicamento utilizado no tratamento de doenças sexualmente transmissíveis e infecções bacterianas genitais. Se você misturar com álcool, haverá a uma concentração de um composto químico tóxico na corrente sanguínea. Os efeitos? Vão desde um rubor facial até a morte. Portanto, cuidado. Sempre que você estiver fazendo algum tratamento e tiver vontade de beber, leia a bula e consulte quais os componentes da sua medicação;

Antiácido e outros medicamentos: a maioria das pessoas não sabe, mas os medicamentos ingeridos via oral levam em conta o grau de acidez do suco gástrico. E quando você toma um antiácido o efeito de qualquer remédio tomado após irá diminuir ou ficar mais forte. Se for o seu caso, aguarde no mínimo três horas para tomar outro medicamento.

Publicidade

Comente