O HPV ou papiloma vírus humano é um vírus. Contraído principalmente através do contato sexual com pessoas já contaminadas, ele vem atingido mais e mais mulheres. Há mais de cem tipos de HPV.

Como evitar o HPV

Pesquisas estimam que mais de 60% das pessoas que têm uma vida sexual ativa já entraram em contato com o vírus. Por isso a prevenção é fundamental. Fique atenta para lesões na área genital, já que a verruga é muito contagiosa. Caso perceba algum sinal diferente, procure seu médico imediatamente, evitando transmitir a doença para seu parceiro. Em alguns casos o vírus não se manifesta.

Felizmente a grande parte das infecções causadas pelo HPV não são permanentes. O próprio organismo se defende e combate o vírus, com melhores resultados para mulheres mais jovens. O corpo produz anticorpos, entretanto nem sempre é possível eliminar o vírus.

Mas essa doença não atinge somente as mulheres como muitas pessoas imaginam. Os homens podem ser potencialmente portadores do vírus. As manifestações da doença e como o tratamento é feito, é diferenciado conforme o sexo.

É importantíssimo o exame ginecológico anual. As lesões, se não tratadas, podem evoluir para casos de câncer de útero. A prevenção e o diagnóstico é feito através do exame clínico e da colposcopia. Não vacile. O HPV é coisa séria e qualquer pessoa pode contrair.

Confira as dicas para se prevenir da doença:

– Há vacinas contra determinados tipos de vírus. Consulte seu médico e informe-se a respeito;
– Use camisinha durante todo o tempo que durar sua atividade sexual e não apenas durante a penetração;
– Reduza o número de parceiros;
– Não se automedique;
– Não divida toalhas e peças íntimas com outras pessoas;
– Evite sentar em vasos sanitários públicos;
– Banheiras também são um risco. Caso você não tenha certeza da higienização, não use. Fique atenta para as banheiras de hidromassagens dos motéis.

A mulher grávida pode transmitir o vírus para o feto ou para o bebê recém-nascido. Durante o pré-natal o médico deve saber de todo o histórico da paciente, inclusive se ela ou o parceiro foram ou são portadores do HPV. O fato de a gestante estar contaminada não significa que o bebê nascerá com má formação ou que ele não pode nascer de parto normal. O modo como será realizado o parto será definido pelo médico, caso a caso.

Os postos de saúde do SUS são aptos a fazer os exames preventivos ginecológicos e esses são gratuitos. Informe-se com a Secretaria de Saúde do seu município.

Receba mais sobre "Como evitar o HPV" e outros artigos do Como Fazer Online no seu e-mail. É grátis!



Faça um Comentário