Como evitar que seu filho fale palavrões

Eles são pequeninos ainda, mas já são capazes de proferir palavras pesadas. Saiba como agir nessas situações.

De repente, quando estão todas as visitas reunidas em uma boa conversa, lá vem o seu filhote e solta aquele palavrão. Dependendo pode gerar risos, porém também pode provocar certo constrangimento tanto dos pais como dos amigos. A pergunta é: como evitar que isso ocorra outra vez? Afinal, não é nada bonito uma criança que recém tirou as fraldas já ter no seu vocabulário alguns palavrões incluídos.

Publicidade

Bem, para início de conversa, quando ela é muito pequena somente está repetindo o que costuma escutar em casa. Portanto, nessa fase, é responsabilidade dos pais se policiarem para não falarem palavrões perto dos filhos pequenos. Eles são como papagaios e é quase certo que em algum momento ou outro as crianças repetirão o que os pais têm por costume dizer.

Quando o palavrão é dito pela primeira vez, pode se tomar duas atitudes: fazer de conta que não ouviu nada e deixa passar não dando grande alusão ao fato ou se tem uma conversa séria com a criança. Explique que a palavra pronunciada é muito feia e que há outras que podem substituí-la, muito mais bonitas.

Nem sempre uma conversa resolve o problema, então a saída é impor limites e alguns castigos leves. Tire algum brinquedo, esconda as guloseimas e faça com que a criança perceba que realmente falar palavrões pode desgostar muitas pessoas, inclusive seus próprios pais, professores e amiguinhos.

Publicidade

Explicar o significado de uma palavra pesada para uma criança pequena e sem noção das coisas não vale a pena. Mas a partir do momento em que elas já estão alfabetizadas e o vocabulário já é mais amplo, revele o que realmente significa o palavrão. Algumas crianças costumam até ficar chocadas e evitam falar outra vez.

Não adianta, contudo, somente julgar o pequeno. Pessoas do círculo de amizades dos filhos podem ser responsáveis pelo repertório chulo. Cabe aos pais pedir aos amigos ou colegas que não falem palavrões na presença do filho. O importante é não deixar que se torne um hábito e por qualquer motivo o palavrão sair, nas ocasiões menos oportunas.
Outro erro dos pais é rir quando a criança fala um palavrão. Geralmente esse é o impulso, principalmente dito nas primeiras vezes. O problema é que seu filho vai achar que está agradando e que dizer palavrões é engraçado. O fato é que se não houver uma rápida repreensão, ele irá falar muito mais vezes.
Essa não é uma tarefa muito fácil, mas educação se aprende em casa e desde cedo.

Publicidade

Comente