Como evitar que seu filho se torne um adulto obeso

Seguramente a obesidade é um dos grandes males do século, podendo ser encarada até mesmo como doença. Cada vez mais vemos crianças que apresentam excesso peso, devendo-se a isso diversos fatores. Veja como evitar que seu filho se torne um adulto obeso.

Sedentarismo, ansiedade, depressão. Essas são algumas das causas que podem levar uma criança a comer além da conta e, por consequência, engordar. Alguns pais inclusive acham o filho gordinho uma graça. Porém estar com o peso acima do ideal não é sinal de saúde. Por causa da obesidade muitas crianças começam a apresentar desde cedo problemas que antes só acometiam os adultos, como diabetes, colesterol alto e hipertensão.

Publicidade

Não é apenas por gula que as pessoas – e também as crianças – comem demais. Motivos externos como mudanças de escola, separação dos pais e bullying são uma das causas da elevação do índice de obesidade infantil no Brasil. Mas como tratar disso? Veja, com as dicas abaixo, como evitar que seu filho se torne um adulto obeso:

– Jamais cobre do seu filho ele estar gordo. Certamente na escola os colegas já devem estar lhe chamando atenção por isso. Portanto não aumente o problema. Se os pais são gordos, as chances de que o filho também se torne obeso é de 40%. Nesse caso o ideal é procurar controlar a alimentação para o peso chegar a um patamar saudável;

– O estilo de vida da família também influi e muito no ganho de peso. Quando todos mantêm uma alimentação desregrada, com poucas verduras e frutas, e excesso de doces e frituras, não tem jeito. A chance de praticamente toda família estar fora de forma é grande. Procure mudar o cardápio e incluir na dieta produtos saudáveis. Com todos fazendo dieta juntos é muito mais fácil de alcançar o objetivo de emagrecer. E pode ser bem mais divertido também;

Publicidade

– Tente identificar quais os motivos que podem ter levado seu filho a começar a engordar. Problemas que ocorrem na escola nem sempre são levados para casa e a criança, angustiada, descarrega na comida. Situações familiares relacionadas à separação dos pais, discórdias e perda de pessoas próximas podem desencadear uma vontade incontrolável de comer;

– Se a ajuda dos pais não consegue dar conta do problema, não perca tempo e procure imediatamente um psicólogo. Mas não espere resultados imediatos, pois dependendo do caso pode levar meses para a criança apresentar alguma melhora;

– Além do psicólogo, agende uma consulta com o pediatra. Ele solicitará exames que indicarão se os problemas referente ao excesso de peso já estão em vias de começar a prejudicar a saúde da criança. Além disso, o profissional prescreverá uma dieta de acordo com as suas necessidades. Lembre-se que há doenças que também podem causar alteração de peso, como a tireoide. Por isso a visita ao médico da criança é fundamental.

Não chame seu filho de gordo nem durante uma brincadeira. Ele pode se magoar e acreditar que os próprios pais fazem piada do seu corpo. Converse bastante com ele e diariamente ensine bons hábitos alimentares que deverão ser levados por toda a vida.

Publicidade

Comente