Como faturar vendendo produtos personalizados

Invista na área de produtos personalizados e ganhe uma renda extra no fim do mês.

A grana está curta para todo mundo. Então o negócio é investir em alguma coisa diferente e que dê um reforço extra mensal. A sugestão fica por conta de produtos personalizados. Colocar imagens em almofadas, xícaras, imãs de geladeira é um trabalho bem legal e que tem agradado bastante. O investimento vai depender do que você pretende produzir. Inicialmente pense em impressoras, tintas e prensas. Reserve um espaço na sua casa ou na garagem para começar o negócio. Futuramente você pode até pensar em ter um ponto comercial. Vamos pensar grande, não é? Confira agora dicas de como investir na sua produção de produtos personalizados:

– Investindo R$ 800 você coloca imagens em objetos simples. Com uma impressora a jato, de resolução igual ou maior a 5760 x 1440 dpi, é possível imprimir imagens e personalizar objetos como imãs de geladeira, calendários, capas de caderno, agendas, adesivos, marcador de páginas e fotolivros;

Publicidade

– Com um investimento de R$ 1500 você pode passar a colocar as imagens em canecas. Para isso é preciso adquirir uma prensa com molde específica e uma impressora. As canecas são fáceis de adquirir. Pesquise na internet o valor da unidade. Compre canecas resinadas que são as indicadas para esse tipo de trabalho;

– Para variar a produção, o investimento precisa ser maior. Com R$ 3200 dá para personalizar camisetas, aventais, mouse pads, jogos americanos e de cerâmica. Para isso é preciso adquirir uma prensa de moldes diversos e uma impressora. Pesquise em grandes atacados e sites de compra e venda de mercadorias os valores de camisetas brancas e capas de almofadas.

Antes de se aventurar nessa nova e promissora atividade, veja algumas dicas para você se dar bem:

Publicidade

– Edite as fotos usando versões gratuitas de softwares específicos como o Paint Net e o Gimp. No YouTube há tutoriais que ensinam como usar esses softwares;

– A venda de produtos variados pede tipos de tinta diferentes. São as corantes (utilizadas em papel), as pigmentadas (tecidos em algodão) e sublimática (cerâmica e materiais sintéticos). Usar essas tintas na mesma impressora irá danificá-la. Portanto, para cada tinta, uma impressora. Jamais faça revezamento;

– Os objetos que forem receber imagens por transfer devem estar revestidos da resina sublimática, que tem por função segurar a tinta. Se você não conhecer o fornecedor, é aconselhável comprar pequenas quantidades do produto e fazer um teste antes;

– Para estampar materiais sintéticos e cerâmica, a tinta que deve ser usada é a sublimática. Essa tinta é reagente ao calor. Aquecida pela prensa, ela sai do papel e passa para o objeto. Não experimente usar outra;

– Outra sugestão é você mandar imprimir em gráficas, sem precisar se incomodar com prensas e impressoras. Porém o lucro não é tão grande assim.
E então? Que tal investir em uma nova área? Divulgue para seus amigos e nas redes sociais e faça excelentes negócios.

Publicidade

Comente