Confira dicas para organizar um matrimônio “pé na areia”

O sonho de muitas mulheres é casar. O dia do enlace é o mais importante de suas vidas e por isso, almejam que tudo saia perfeito, em um cenário encantador para que o resto da vida a dois também siga o mesmo script. Casar na praia, no campo ou na cidade, não importa: o matrimônio exige organização, paciência e um orçamento bem planejado.

Como fazer um casamento na praia

Uma das formas mais fáceis de preparar um casamento é contar com a ajuda de uma cerimonialista ou organizadora de casamentos. Embora muitas noivas achem que este gasto é desnecessário, a organizadora tem prática e contatos com diversos fornecedores, facilitando a busca dos melhores serviços para o grande dia, poupando o casal das dores de cabeça com negociações de preços, horários, entregas etc.

Aquelas que desejam realizar um casamento “pé na areia”, ou seja, na beira-mar, precisam estar atentas a certas burocracias com as quais poucas noivas imaginam que existem. Para poder usar a areia da praia, por exemplo, para montar o altar da cerimônia, é preciso solicitar um alvará junto à prefeitura da cidade escolhida, com pelo menos um mês de antecedência, atentando para o fato de que se o casamento acontecer na alta temporada, dificilmente o órgão público concederá a liberação para a realização da festa.

Além disso, é preciso levar em consideração o deslocamento dos convidados até o local do casamento, pensando no trânsito, hospedagem e serviços como táxi, cabeleireiro, manicure etc. Os noivos não são obrigados a oferecer hospedagem aos convidados, mas devem avisá-los sobre isso, além de sugerir locais nos quais eles podem ficar caso precisem viajar para prestigiar o seu casamento. Se possível, os noivos podem tentar negociar preços mais em conta com hotéis e pousadas da cidade para que seus parentes e amigos não tenham um gasto muito excessivo com o deslocamento até a praia.

Um casamento a beira-mar é, sem dúvidas, lindo e bastante popular, do tipo que arranca suspiros dos convidados e os fazem recordar do enlace mesmo anos depois dele ter acontecido. Mas o casal ainda precisa lembrar-se de detalhes que podem comprometer o bom andamento da festa, como o risco de chuvas e vento, o tipo de alimentos a serem servidos, já que se for alto verão, o calor pode deteriorar carnes, doces etc.

Os trajes dos pombinhos e dos convidados de cerimônias praianas são mais leves e descontraídos. A noiva deve optar por vestidos mais esguios e véu curto e o salto alto deve ser deixado de lado, já que afunda na areia e não combina com o tipo de festa. Já o noivo pode optar por uma camisa ou bata sem gravata, um look mais arrojado e confortável.

Receba mais sobre "Como fazer um casamento na praia" e outros artigos do Como Fazer Online no seu e-mail. É grátis!



Faça um Comentário