Como fazer uma boa redação nas provas

A redação tem um peso enorme em vestibulares e até em algumas entrevistas de emprego são exigidas. Saiba como trabalhar a sua.

Geralmente as redações de provas são dissertativas argumentativas. E é sobre estas que iremos falar.

Publicidade

Você nunca começa uma redação sem um tema. A partir do seu tema organize nos cantinhos da folha de rascunho frases soltas sobre o que você entende sobre o tema, releia com cuidado todas elas e escolha a que melhor representa seu tema e baseie-se nela como um foco para a redação.

Todo texto dissertativo começa pela introdução. Na introdução damos um breve resumo sobre o quê que a redação vai tratar, de um modo geral! Um resumo bem simples, com poucas linhas e sem revelar muito sobre o restante para que o leitor se sinta aguçado e queira continuar lendo.

Depois da introdução nós temos o desenvolvimento. Aqui é preciso tomar um cuidado especial. O desenvolvimento sempre trará de forma bem clara a explicação sobre o tema, no nosso caso, deve-se usar de argumentos para convencer o leitor sobre a sua opinião sem expressar a sua opinião, difícil? Para fazer isso é bem simples, basta argumentar sobre suas ideias sem falar que são suas, não utilizar artigos em primeira ou terceira pessoa (o famoso eu acho, eu creio, eu vejo que, nós acreditamos, acredito nisso…). Por exemplo:

Publicidade

“No século passado as damas eram mais respeitosas com elas próprias. Zelavam pelo próprio corpo e acreditavam no bem estar da família, enquanto, nos dias de hoje, isso não ocorre tanto. Acredita-se que as moças de hoje em dia preferem ser levadas a sério usando outros métodos.”

Note que a ideia que o autor quis passar ficou clara, é uma opinião dele, mas não ficou particular. É possível dizer que foi ele quem afirmou ou qualquer outra pessoa. É esta a postura que você deve tomar ao escrever seu texto.

Outro cuidado muito importante é a repetição de palavras. Evite usar as mesmas palavras com frequência, opte por sinônimos. Por exemplo: No lugar “opte” eu poderia ter usado “prefira”.

Nunca, jamais, em hipótese alguma use mais de um “que” no mesmo parágrafo. Não importa por que, alguém disse que é errado e não deve usá-lo mais de uma vez. Pulou de parágrafo, pode usar.

As dissertações de provas avaliativas como as citadas a cima tem, geralmente, de 20 à 30 linhas para serem cumpridas, então faça uns 3 ou 4 parágrafos de desenvolvimento de acordo com o seu tema e pule para a conclusão. Esta, por sua vez, tem algumas palavrinhas que fazem toda a diferença no início do parágrafo. São elas:

Por isso; Com isso; No entanto; Sendo assim; Conclui-se que; Desta forma podemos afirmar que;

E etc…

A conclusão é apenas um encerramento. Apenas mais um argumento resumindo a razão de você defender este tema.

Bem, espero que pratique muito e lembre-se que um professor de português pode ser bem útil nestas horas.

Publicidade

Comente