Como fortalecer o períneo

Descubra como prevenir incontinências com exercícios simples

Quem faz musculação costuma trabalhar músculos que consegue visualizar quando se fortalecem, como glúteos, coxas, braços e abdômen, que vão se definindo conforme a prática e a intensidade do exercício. Mas há um grupo de músculos que não se percebe, mas que é imprescindível para a manutenção da saúde e da autoestima e que também precisa ser trabalhado: os músculos do assoalho pélvico ou, popularmente conhecidos como o períneo.

Publicidade

Responsáveis por suportar o peso dos órgãos internos e o peso dos bebês durante a gestação, este grupo de músculos também exerce função essencial na vida sexual, contraindo a vagina, e as funções excretoras de urina e fezes. Quando muito fortalecido, por outro lado, eles podem trazer prejuízos como retenção de urina, vaginismo e prisão de ventre.

No caso das mulheres, manter a saúde perineal é essencial ao longo de toda a vida: para ter mais prazer sexual, já que a musculatura fortalecida potencializa os orgasmos do casal; para evitar danos no caso do parto natural e para prevenir prolapsos de útero e bexiga, que consistem na descida dos órgãos pelo canal vaginal devido ao afrouxamento destes músculos, causando desconfortos e perda involuntária de urina – o que também pode acometer aos homens. Para eles, um períneo fortalecido favorece a potência sexual, a saúde da próstata, entre outros benefícios.

Para fortalecer a musculatura da região é preciso realizar exercícios específicos que podem ser indicados por um urologista, ginecologista ou fisioterapeuta ginecológico ou urológico. Uma das atividades mais simples e fáceis pode ser feita em qualquer lugar, a qualquer momento, sem que as pessoas ao redor saibam que está se exercitando e consiste em contrair os músculos da região pélvica da mesma forma que se faz quando se quer prender a urina. Obviamente não se deve realizar o exercício interrompendo o jato urinário, pois em longo prazo este ato pode trazer complicações à saúde, mas o movimento a ser feito é, basicamente, este.

Publicidade

Com o passar dos meses, pode-se dar início, no caso das mulheres, a novas atividades, como a introdução de bolinhas tailandesas, facilmente encontradas em sex shops, para treinar a musculatura de forma a “sugar” e “expulsar” as bolinhas, em movimentos similares aos praticados no pompoarismo. Há ainda a possibilidade de puxar e expulsar pequenos pesos, específicos para este fim, que ajudam a fortalecer a musculatura pélvica.

Mulheres grávidas devem sempre consultar o obstetra a respeito da prática de tais exercícios, pois suas condições são mais específicas. Todavia, para elas os exercícios são ainda mais imprescindíveis para tornar o períneo mais forte e elástico, evitando lacerações durante o parto natural. Gestantes podem também fazer uma massagem com óleo mineral morno na região ao longo do terceiro trimestre de gravidez para ativar a circulação da região, preparando-a para o trabalho de parto.

Publicidade

Comente