Como identificar a origem de uma pontada

Aquela dorzinha que aparece de repente pode ser sinal de algo mais sério.

Quem nunca sentiu uma pontada? Especialistas garantem que na maioria das vezes a pontada não tem relação com doença nenhuma. O problema começa quando a pontada tem maior intensidade e frequência. Nestes casos é preciso procurar socorro médico com urgência para um diagnóstico mais preciso. Confira abaixo como e quando você deve realmente se preocupar:

Publicidade

PEITO

Nem todas as dores no peito são sinais de um enfarte fulminante. Gases e refluxo podem causar uma distensão no músculo peitoral e o resultado é aquela fisgada incômoda. Pontadas que dão origem ao enfarte irradiam para o braço esquerdo e também provocam agitação, suor frio, falta de ar e enjoo. Neste caso corra para um Pronto Socorro.

BARRIGA

Na parte superior direita sendo a pontada forte e repentina, as chances de ser vesícula é grande. A ocorrência de pedras neste órgão pode aparecer em pessoas de qualquer idade e geralmente não possuem gravidade. As dores vêm acompanhadas de enjoos, febre, pele e olhos amarelos.

Fisgadas na parte superior esquerda da barriga muitas vezes são fezes acumuladas no intestino. Fique atenta se você sofre com prisão de ventre. Outra causa mais grave são os problemas renais que fazem a dor se espalhar por esta região.

Publicidade

A apendicite provoca dores intensas na parte inferior da barriga. Não espere e procure socorro imediatamente. Outro diagnóstico pode ser uma ou várias pedrinhas que estavam no rim e se deslocaram para o ureter. A dor do cálculo renal é considerada pior que a dor do parto. Cistos no ovário também causam dor nesta região.

Uma doença grave do intestino, chamada diverticulite, provoca muitas dores na parte inferior esquerda da barriga. Cistos no ovário também irradiam dor no local.

CABEÇA

Problemas simples como falta de óculos e sinusite causam dores de cabeça bem incômodas. Fique alerta porque pode ser excesso de tensão ou meningite. Aneurismas também provocam dores horríveis. Corra para o pronto socorro se junto a pessoa estiver sofrendo de náuseas e vômitos.

BRAÇOS

Doenças causadas por esforço repetitivo, o famoso LER, dão uma agulhada bem incômoda e que conforme a posição em que a pessoa se encontra dói mais. Há o risco ainda de ser bursite, doença que causa inflamação nas articulações, atingindo cotovelo ou ombro.

COSTAS

Dores musculares, fisgamento de nervo e herpes-zoster ocorrem em qualquer ponto das costas e o desconforto é bem grande. Procure um médico para avaliar o caso.
Doenças dos pulmões acompanhadas de tosse e febre causam fisgadas e devem ser diagnosticadas com precisão para evitar seu agravamento.

Fisgadas na parte central das costas pode ser doença relacionada ao pâncreas. Observe se há o surgimento de enjoo e pele amarela. É importante não confundir com dores musculares.

Dores nas partes laterais das costas indicam cálculo renal ou infecção urinária, doenças que merecem tratamento imediato.

PERNAS

O nervo ciático é o campeão de reclamações nos consultórios médicos. A dor intensa inicia nas nádegas e vem pela parte posterior das pernas. Há pessoas que não conseguem se locomover tamanho o grau da dor. A bursite também ataca o joelho causando dores nesta região.

Todos nós devemos ficar atentos aos sinais que nosso corpo emite. Não protele suas visitas ao médico no caso de dúvidas.

Publicidade

Comente