Como identificar os sinais de estresse

O estresse se manifesta de muitas formas. Veja como identificar os sinais mais comuns.

É praticamente impossível não conviver com o estresse. Existem pessoas que conseguem levar a vida de uma maneira mais light, porém a grande maioria sente no corpo suas manifestações. Portanto, tenha cuidado, pois o organismo tende a transformar estes sinais em doenças oportunistas. Abaixo confira como saber se os seus nervos estão explodindo e quais as medidas tomar para viver mais leve:

Publicidade

– Quando a pele começa a ficar cheia de espinhas, dê uma parada e analise sua atual situação. Se você está passando por momentos difíceis, pode ter certeza que o estresse tem sua grande parcela de culpa. Ele aumenta as inflamações, deixando a pele com as malditas espinhas. Para resolver, só relaxando, pois neste caso cremes pouco ajudam;

– Idas freqüentes ao banheiro e dores de estômago são sinais característicos de quem está passando por um período de nervosismo muito grande. Controle-se!

– Dores na mandíbula são sinais de tensão, causadas pelo ranger de dentes. Se você acorda com esta região dolorida e isto já está lhe provocando desconforto, procure um dentista. Desgaste nas restaurações dentárias é sinal de que você está realmente rangendo os dentes, inclusive enquanto dorme;

Publicidade

– Você tem dores de cabeça nos fins de semana e não sabe o motivo? Isso acontece porque é justamente nestes dias que o nível de estresse cai, provocando enxaqueca. A recomendação é descansar sábado e domingo nos mesmos horários que você tem por hábito nos dias de semana;

– A vontade incontrolável de comer chocolate não é culpa apenas da TPM. Então não a culpe pelos quilinhos extras. O estresse dá uma enorme vontade de comer chocolate. Cuidado, portanto, para não enfiar o pé na jaca e engordar nos períodos de maior tensão;

– Muita ansiedade causa coceira! Parece brincadeira, mas é verdade. O nervoso pode provocar doenças como psoríase ou dermatite ou então agravá-las. Algumas pessoas costumam sentir coceira mesmo não tendo nenhuma destas doenças;

– As crises alérgicas ficam duas vezes mais fortes quando estamos estressados, além de durarem mais;

– Os hormônios ficam desestabilizados em períodos de estresse, aumentando em dobro as chances das cólicas menstruais ficarem mais fortes;

– Se você perceber algum sangramento na boca em meio a crises de tensão, isso se deve ao aumento da produção do cortisol, o hormônio do estresse. Ele baixa a imunidade, deixando a gengiva mais suscetível a receber bactérias.

Não deixe o estresse levar seus momentos de paz. Pratique esportes, saia com os amigos, namore bastante. E viva com mais prazer!

Publicidade

Comente