Como lidar com a Síndrome do Intestino Irritável

Alterações frequentes do intestino podem ter como causa a Síndrome do Intestino Irritável.

Um dia com prisão de ventre e no outro com o intestino solto. Estas alterações frequentes podem ter um nome: Síndrome do Intestino Irritável. Esta doença que atinge cerca de ¼ da população, principalmente a feminina, compromete a qualidade de vida das pessoas. O que causa a doença ainda é um tanto desconhecido para a medicina, mas um dos motivos pode ser o estrogênio, hormônio feminino que exerce uma enorme influência sobre a Síndrome. A SII começa com mais frequência na adolescência e no início da fase adulta e é uma das campeãs dos relatos de pacientes nos consultórios médicos. Leia o texto abaixo e saiba um pouco mais sobre como lidar com esta doença:

Publicidade

Entenda a Síndrome

O intestino passa a funcionar sem qualquer regularidade. Um dia você pode estar com prisão de ventre e no dia seguinte com diarreia. Isto causa dores abdominais e causa uma confusão na qualidade de vida do portador. Sintomas como estes pedem uma visita a um médico com a maior urgência para diagnóstico e início do tratamento.

Prevenção

Infelizmente não existe uma prevenção, já que as causas da doença são desconhecidas. Os especialistas, no entanto, fazem questão de recomendar uma dieta equilibrada e manter o estresse sob controle.

Causa

Os motivos ainda são misteriosos para os médicos, contudo má alimentação e estado emocional podem ser fatores relevantes para o desencadeamento da doença. Há casos em que a Síndrome aparece depois de uma infecção intestinal, chamada de SSI pós-infeciosa.

Publicidade

Sintomas

Intestino irregular com episódios constantes de prisão de ventre e diarreia ou alternados. As fezes também adquirem consistência diferente, por isto a importância de observar as mudanças. A dor abdominal é muito parecida com a cólica menstrual e a barriga pode ficar um pouco mais inchada.

Tratamento

Uma vez que as causas são desconhecidas, o tratamento foca em reduzir as dores abdominais, regularizar o intestino, interrompendo a diarreia e a constipação. O especialista indicará medicamentos, dieta direcionada e auxílio psicológico. Lembre-se que o estresse interfere negativamente no quadro de quem sofre da Síndrome.

Tem cura?

Infelizmente esta é uma doença que acompanha o paciente durante toda a vida. Há períodos em que tudo se normaliza e em outros que os sintomas chegam com força. Cada paciente tem sua história e deve ser tratado de forma diferenciada pelo especialista.

Estresse

Procure fazer o possível para não se estressar. Mesmo que o estresse não seja frequente, ainda assim ele pode ser o gatilho para a doença aparecer.

Publicidade

Comente