Como lidar com sangramento na gravidez

Ao ter algum sagramento na gravidez, a recomendação é consultar um médico. Mas sabendo mais porque alguns sangramentos podem ocorrer na gravidez, você pode lidar com essa situação de forma mais tranqüila.

Publicidade

A gravidez é um período de muita alegria e serenidade para a mulher, mas também é um período onde toda e qualquer alteração no corpo que não esteja dentro do previsto pode causar uma extrema preocupação, principalmente se for um sangramento e não se souber como lidar com essa situação. Quando se trata de sangramento na gravidez, é comum que as mulheres se desesperem e pensem no pior: num aborto natural. Mas nem sempre é isso que ocorre e é por isso mesmo que é importante estar informada sobre quais são os tipos de sangramento que podem ocorrer durante a gestação e o que pode ser feito para evitá-los, se for o caso.

Para se ter uma idéia, o sangramento durante a gravidez é tão comum que 1 em cada 4 mulheres passa por esse problema nos primeiros meses de gestação e cerca de 10% das mulheres já tiveram hemorragia durante um dos 9 meses de gestação.

No primeiro mês o sangramento leve é normal e geralmente é confundido com a menstruação, quando na verdade é um sinal da implantação do embrião na parede do útero, o que pode romper algum vaso sanguíneo, ocasionando o tal sangramento.

Publicidade

A partir daí, até o terceiro mês, o sangramento leve também pode ocorrer, devido ao descolamento do saco gestacional. A partir deste estágio da gravidez, é muito importante ir ao médico com urgência nestes casos de sangramento.

No final da gravidez, o sangramento pode significar um deslocamento prematuro da placenta. Os abortos naturais geralmente ocorrem nas primeiras 12 semanas de gestação e, além do sangramento, são marcados por dores, febres e calafrios.

O sangramento na gravidez também pode ser um indício de algum problema com o bebê, como o caso da gravidez ectópica.

Existem ocasiões em que o sangramento se dá logo depois da gestante ter relação sexual. É altamente recomendado que se pratique relações sexuais na gravidez, mas é necessário tomar alguns cuidados com a intensidade do ato e com as posições, para não machucar nem a mãe e nem o bebê.

Também é importante que a grávida evite fazer atividades que demandem grande esforço físico. Fazer um bom pré-natal para acompanhar a saúde do bebê durante todo o período é outra recomendação muito importante.

Publicidade

Comente