Como limpar tapetes e cortinas

Aprenda a limpar e higienizar tapetes, carpetes e cortinas corretamente.

Uma casa limpa e organizada torna os ambientes agradáveis e depõe a favor dos seus moradores. No entanto, muita gente tem dificuldades para limpar tapetes e cortinas, higienizando-os de forma adequada. O problema não é apenas o acúmulo de poeira, mas também a formação de colônias de ácaros, aracnídeos invisíveis a olho nu que favorecem a instalações de crises de rinite e asma. Suas fezes e ácaros mortos se transformam num pó muito fino, que facilita o surgimento de problemas respiratórios.

limpar-tapetes

Publicidade

Portanto, é importante dar bastante atenção à limpeza de carpetes e cortinas também por motivos de saúde. Nos dois casos, o eletrodoméstico ideal é o aspirador de pó. A cada uma ou duas semanas, deve ser feita a aspiração (a frequência é definida em função do maior trânsito de pessoas nos cômodos; uma passadeira na entrada da casa certamente dá muito mais trabalho para ficar sempre limpa).

As cortinas precisam ainda ser lavadas duas vezes por ano: coloca-se de molho por um dia, trocando a água regularmente (a primeira troca deve ocorrer em 20 minutos, para retirar o excesso de pó e evitar manchas). No dia seguinte, é preciso lavá-las na máquina, selecionando o ciclo rápido ou o programa para tecidos delicados.

Deve-se secá-las à sombra, para evitar o desbotamento. Cortinas de fibras naturais devem ser apenas aspiradas, para não serem danificadas. A lavagem a seco para este tipo é recomendada ao menos uma vez por ano, em empresas especializadas.

Publicidade

Em cortinas mais grossas, quando surgirem manchas localizadas, pode-se aplicar espuma de barbear em spray, esfregando-as com uma escova macia. É preciso cuidado para não encharcar o tecido. Em seguida, basta aplicar um pano seco de ambos os lados. Antes de aplicar o spray, é preciso retirar o pó; caso contrário, o resultado pode ser catastrófico, por causa da umidificação da poeira. O mesmo truque vale para estofados forrados com tecido.

Ao aspirar o carpete, uma boa dica é acrescentar bicarbonato de sódio ao saco do aspirador, para eliminar odores. Já os tapetes, devem ser aspirados diariamente, para eliminar a poeira e dejetos trazidos da rua. Os tapetes também devem ir para a lavanderia, ao menos uma vez por ano.

No caso de famílias com cães, é comum o famoso xixi no lugar errado. Se o animal sujar o tapete, coloque papel toalha para absorver o excesso de urina, com um peso para facilitar a operação (não esfregue o local; isto só aumenta o espaço sujo). Em seguida, coloque meio copo americano de vinagre num borrifador, diluído em meio litro de água, e aplique no local, para eliminar o cheiro. No caso de fezes caninas, é preciso retirar ao máximo o material, aplicar um pano úmido com duas gotas de detergente para completar a limpeza.

Manchas de sucos (especialmente os em pó) podem ser retiradas com um truque doméstico. Basta cobrir o local com sal e esperar alguns instantes, para que o sal atraia o líquido; em seguida, passe o aspirador de pó. A operação pode ter que ser repetida mais de uma vez. Acidentes com vinho tinto também são corriqueiros, mas a limpeza é simples. Basta absorver o excesso de líquido e aplicar vinho branco (ou vinagre de vinho branco) com um pano seco.

Em todos os casos de manchas, os resultados são muito melhores quando a limpeza é imediata. Deixar para amanhã pode significar a perda do tapete.

Chicletes podem ser retirados aplicando gelo sobre o material: isto vai endurecê-los e facilitar a retirada. Nas queimaduras de cigarro, é preciso cortar as pontas dos pelos danificados e passar uma lixa fina, para homogeneizar a área prejudicada.

Para maior facilidade na hora da limpeza, é melhor tomar alguns cuidados quando escolher os artigos de decoração. Dê preferência às cortinas e tapetes com tramas mais fechadas. Os tecidos com elementos vazados, como as rendas, acumulam mais poeira e dão mais trabalho para ficarem limpos e bonitos.

Publicidade

Comente