Como mandar bem no churrasco

O churrasco é uma instituição nacional, mas pode se tornar um desastre. Confira como mandar bem no churrasco.

O churrasco é tão antigo como a domesticação do fogo. Muito cedo. O homem descobriu que a carne sobre brasas ficava muito mais gostosa do que devorada crua. No Brasil, o gado se adaptou muito bem nos pampas do sul, e posteriormente no Centro-Oeste, o que garante matéria prima de boa qualidade e relativamente barata, garantindo as reuniões de família e amigos nos fins de semana em torno da churrasqueira, com cerveja gelada e tira-gostos. Para mandar bem no churrasco, basta seguir algumas dicas simples. É fácil ganhar fama de bom churrasqueiro.

Publicidade

As carnes

Para saber a quantidade, calcule 300 gramas de carne para as mulheres e 500 gramas para os homens, sem contar a linguiça, asas, moelas, corações, coxas e sobrecoxas de frango desossadas, que são uma espécie de entrada do churrasco. Tempere apenas com sal grosso ou salmoura. Não deixe a carne de molho, para que ela não endureça.

A escolha das carnes fica a gosto de cada grupo. Uma boa sugestão é o lombo de porco (temperado com alho e limão), maminha, fraldinha, cupim, e claro, a picanha. Experimente inverter a peça, deixando a gordura por dentro: a carne fica mais macia e suculenta. Confira as preferências dos convidados: pode ser que algumas pessoas não comam carne vermelha. Neste caso, é preciso comprar filés de frango ou de peixe.

Quando for comprar as carnes, evite as peças muito gordurosas, para evitar o excesso derretido sobre as brasas, que provoca muita fumaça. Se a gordura estiver amarelada, é muito provável que a carne seja velha. Sempre que possível, adquira todos os ingredientes de fornecedores confiáveis.

Publicidade

Um churrasco é uma reunião descontraída. Portanto, organize todo o necessário – pratos, talheres, copos, guardanapos – em uma mesa auxiliar, onde podem ser deixados os acompanhamentos, para que os convidados possam se servir sem frescuras.

As bebidas

Um frigobar, geladeira de isopor, balde (pode ser o tanque, quando a reunião é realizada no quintal) com gelo garante que não haverá trânsito de pessoas na cozinha, e isto facilita bastante a limpeza depois da festa. Para gelar as bebidas rapidamente, adicione 250 gramas de sal, um litro de álcool (equivale a meio litro do produto em gel) e misture tudo levemente com as latas e garrafas. Em menos de cinco minutos, as bebidas estão prontas para servir. É o que os cientistas chamam de mistura frigorífica. Não se esqueça de lavar os vasilhames antes de servir.

Não se esqueça dos amigos abstêmios e das crianças. Além da cerveja e da caipirinha, servida com os tira-gostos, reserve refrigerantes e sucos. Especialmente num dia quente, refrescos de abacaxi com hortelã e goiaba com limão são muito bem vindos.

O preparo

Coloque alguns pedaços de carvão (o mineral é mais comum, mas o vegetal é menos poluente e vem de fontes renováveis, como áreas reflorestadas) na churrasqueira, embeba um miolo de pão seco ou papel fino em álcool e acenda – não se esqueça de deixar as crianças bem longe neste momento. Quando as brasas começarem a arder, despeje o restante do carvão e distribua por todo o fundo. Abane um pouco e espere o fogo se espalhar. Para uma reunião de dez pessoas adultas, um saco de 2,5 quilos é suficiente. Use sempre carvão novo, porque a reutilização interfere no gosto da carne.

Uma peça de picanha inteira leva 40 minutos para ficar no ponto. Se você tiver pressa, corte em postas: o tempo para assar fica reduzido à metade. O lombo de porco leva 50 minutos. Os cortes de frango e peixe assam rapidamente (menos de 20 minutos) e precisam ser virados com muita regularidade. Se quiser grelhar vegetais (tomate, cebola, pimentão, berinjela), deixe apenas 15 minutos na grelha e tempere-os apenas depois de tirar da churrasqueira. Os legumes grelhados são saborosos e dão um toque a mais nos espetinhos.

Para não ficar com o umbigo colado à churrasqueira durante toda a festa, forre uma caixa de isopor com papel alumínio e coloque as carnes assadas nela, para mantê-las aquecidas. Desta forma, o anfitrião pode aproveitar e conversar com os amigos.

Os acompanhamentos

Muitas famílias “carnívoras” se fartam apenas com as carnes e as bebidas, mas geralmente é preciso preparar outros pratos. Para o aperitivo, mandioca frita, espetinhos de queijo coalho e pães de alho são mais que suficientes. Para dar um gosto especial à mandioca, cozinhe com uma colher (sopa) de sal e outra de açúcar, pimenta a gosto e uma folha de louro (ou um galho pequeno de alecrim) para cada meio quilo da raiz. Frite na hora de servir.

Arroz, farofa, vinagrete (a mesma quantia de cebola e tomate picados, regada com vinagre e salpicada com ervas – manjericão, orégano, sálvia, etc.) e uma salada complementam a refeição. Aproveite as verduras e legumes da época, para economizar no preparo.

O arroz de alho acompanha muito bem o churrasco. Basta cozinhar os grãos com sal, fritar o alho picado na manteiga e, quando estiver dourado, despejá-lo sobre a bandeja. Não se pode dizer que seja uma opção saudável, mas quem manteve uma dieta saudável durante toda a semana merece uma “escapada” no sábado ou domingo.

Não se esqueça do fundo musical: a seleção fica “ao gosto do freguês”: samba, pagode, MPB, funk, etc., mas deixe de lado músicas deprimentes ou muito cerimoniosas, como óperas e sinfonias (apesar de algumas delas serem bem agitadas). Um churrasco é uma reunião para rir, divertir-se, discutir futebol, fazer fofoca de quem não foi à reunião.

Publicidade

Comente