Como manter a beleza usando salto alto

Desfilar de salto alto deixa elegante qualquer mulher. Porém se você está sofrendo para ficar bonita, acompanhe as dicas abaixo e pare de machucar seus pés.

Calçar sandálias de salto alto e sair por aí parece ser algo natural para muitas mulheres. No entanto isso pode ser apenas aparência. Nem sempre calçados de salto alto são confortáveis. Pelo contrário. Sem os mínimos cuidados, eles podem causar sérios problemas aos pés. Em nome da beleza as mulheres costumam suportar muita coisa. Porém as dores não tardam a vir.

Publicidade

Segundo especialistas, usar plataformas com 3 centímetros de altura ou saltos tipo anabela são os mais indicados. Se você quer andar de salto alto todo dia procure escolher calçados que permitam com que seus pés fiquem mais paralelos junto ao chão e que as solas deem equilíbrio e sustentação. Além de diminuir a incidência de lesões, o peso do pé fica mais uniformemente distribuído. Já os saltos que são retangulares e quadrados ou estilo cone podem causar alguns problemas, já que o contato com o piso aumenta. Os modelos atuais de calçado tipo fino possuem mais espaço para os dedinhos se mexerem. Não é o calçado ideal e tente não usar todos os dias.

O campeão no quesito pior salto é o agulha. O salto bem fininho já é um risco para manter o equilíbrio. Se possível, tente trocar para um salto menos fino. Caminhar na ponta dos pés é péssimo, imagine então ficar assim o dia inteiro?

Se você usa sandália tipo rasteirinha pode encontrar outro problema. Por ser mais dura, seus pés absorvem o impacto do chão a cada passada, podendo causar fasceíte plantar, esporão calcâneo e tendinite no tendão de Aquiles.

Publicidade

Confira as dicas para você escolher bem seu calçado de salto alto e não sofrer por horas seguidas:

– Escolha comprar sapatos no final do dia, quando seus pés estarão naturalmente mais inchados. Sapatos que ficarão apertados são facilmente distinguidos. E descartados;

– Nunca experimente apenas um pé;

– Não compre um calçado acreditando que ele irá alargar ou “dar de si”. Ele vai simplesmente se deformar e provocará unhas encravadas e os famigerados calos;

– Andar em terrenos irregulares com salto é implorar para torcer o pé, fraturá-lo ou romper os ligamentos. Evite o máximo possível caminhar em pisos que possam lhe trazer qualquer insegurança e instabilidade;

– Não continue forçando seus pés caso ele comece a lhe provocar dores. Se o salto agulha está provocando sofrimento, experimente andar de anabela;

– Intercale o tipo de salto para poupar seus pés;

– Ande de pés descalços sempre que possível;

– Fique atenta: entre o dedão do pé e a ponta do sapato reserve um espaço de 1 centímetro . Nada de comprar calçados onde o dedo encosta no tecido.

Como você pôde ver, as dicas são muito fáceis de ser seguidas. Não torture mais seus pés!

Publicidade

Comente