Como manter um casamento aberto

Ultimamente tem se falado muito em casamento aberto. Conheça um pouco mais sobre esse tipo de relação tão controversa.

Algumas celebridades levantaram ultimamente a questão do casamento aberto, gerando muitos comentários, a maioria negativos. Para início de conversa o casal que está pensando em mergulhar em uma relação desse nível precisa estar bem consciente de todos os riscos. Mas afinal, o que vem a ser um casamento aberto?

É uma relação em que o amor e a cumplicidade permanecem ainda que o casal tenha liberdade de se envolver sexualmente com outras pessoas. O sexo, portanto, é casual. Fora da relação entre ambos não é permitido o amor.

Publicidade

É importante salientar que o respeito entre o casal é tudo, e se regras foram estabelecidas elas devem ser cumpridas. Sexo seguro é uma delas.

O casal também irá definir se contará ao parceiro (a) com quem está mantendo relação sexual ou não. Ou se está liberado para fazer sexo com pessoas do seu próprio círculo de amizades. São pequenas questões que podem fazer muita diferença na estabilidade do relacionamento. Você gostaria de saber que seu marido está fazendo sexo com sua melhor amiga?

Publicidade

O ciúme é outra questão muito debatida. Em casamentos abertos não deveria haver esse tipo de sentimento. Contudo, ele pode ocorrer se um dos parceiros não estiver bem seguro do tipo de relacionamento que concordou em fazer parte.

Mesmo com toda liberdade proposta, apaixonar-se por quem é apenas um parceiro sexual pode acontecer. Nesse caso a relação toda está em risco. O que era sexo casual se transforma em um caso de amor. Para a traição é um passo.

Irá depender de o casal de revelar o tipo de união aos familiares e amigos. O casamento é uma instituição tradicional e muitas pessoas verão com maus olhos um relacionamento aberto. Julgamento e questionamentos irão surgir sempre. E se o casal tiver filhos o cuidado deve redobrado. Cabecinhas em formação podem ter dificuldade para aceitar que a mãe “namora” outro homem que não é seu pai. O ideal é não revelar o tipo de casamento até que os filhos tenham idade suficiente para entender e aceitar a relação dos pais.

Para quem não vive uma relação aberta e está com vontade de experimentar, o primeiro passo é travar uma séria conversa com o companheiro. Se ele ou ela for do tipo tradicional, esqueça. Uma proposta dessas certamente gerará uma crise no casamento e o parceiro ofendido jamais aceitará um compromisso nesses termos. Mas se ele topar combinem direitinho como tudo deverá ser feito para que o casamento de vocês não sofra nenhum abalo com o passar do tempo.

Publicidade

Comente