Como preservar o coração desde cedo

No mundo moderno, cuidar do coração é essencial, já que a correria e o estresse são frequentes. Aprenda como cuidar desse órgão vital.

Antigamente talvez sim, mas hoje não apenas os velhos têm ataques cardíacos. Ainda assim grande parte dos enfartes ocorre após os 40 anos. Um dos grandes problemas é que a decadência nas artérias que ocasiona os ataques começa cedo, e não emite muitos sinais.

Publicidade

1. Mantenha a calma

Estresse é o grande vilão do coração, mas é uma reação natural. O problema aparece quando fica frequente, pois é aí que os desgastes cardíacos, problemas de hipertensão e batimentos aparece mais cedo. Se você está muito nervoso, tire um tempo para descansar e faça algo que acalme. Pode ser meditação, esporte, leitura, ou filme no mínimo uma hora por dia. Caso se sinta triste ou desmotivado procure um psicólogo, pois depressão também não é saudável.

2. Durma bem

A falta de sono prejudica os vasos. Por esse motivo é importante deitar cedo e descansar de verdade. Só fechar os olhos não ajuda. A apneia mostra-se através de roncos e pausas na respiração durante o sono. Muita gente ronca à noite, mas nem todas têm apneia. Nela, além do ronco, ocorre a interrupção do fluxo de oxigênio, deixando o corpo e o coração tensos. Gordinhos e pessoas com queixo “para dentro” são mais propensas a esse problema.

3. Evite Transito

O transito é perigoso por conta do estresse que o motorista sofre, e também pela poluição a que fica exposto por muito tempo. A poluição chega aos vasos sanguíneos, podendo causar inflamações e obstrução. Todos os barulhos de um engarrafamento deixam o corpo em alerta, sobrecarregando os músculos do coração. O tempo também é perigoso: quanto mais tempo dirigindo, mais perigo de enfarte. E a ira quando se tem um semáforo vermelho faz o motorista ficar ansioso e a pressão sobe.

Publicidade

4. Exercite-se e coma direito

Exercícios assim como uma boa alimentação são ótimos para a saúde. Quando você perde peso, aquela camada de gordura que insiste em querer entrar no sangue diminui. Depois do exercício, os batimentos relaxam e os vasos dilatam, facilitando a corrente sanguínea e regulando a pressão. Tudo deve ser acompanhado por um cardápio saudável. Evite massas, carnes vermelhas, doces, sal e frituras em excesso. Coma mais frutas, legume, grãos, peixes, leites e derivados.

5. Não beba álcool e energéticos juntos.

Essa combinação pode ser fatal. É algo muito comum em festas, mas não é nada recomendável, pois essas bebidas alteram os batimentos cardíacos, deixando o coração mais propenso a enfartes. Para homens o indicado máximo por dia é: duas doses de uísque ou vodca, duas latas de cerveja ou duas taças médias de vinho. Para as mulheres, basta um dose, uma lata e uma taça.

6. Vacine-se

A vacina contra gripe não serve apenas para proteger o corpo. Estudos comprovam que a substância presente na vacina diminui indiretamente o risco de morte por doenças do coração. É importante saber que só funciona com quem já apresenta problemas cardíacos, ou tem idade avançada.

7. Cuidado com embalagens

Algumas embalagens plásticas contém bisfenol-A, que pode alterar hormônios sexuais, causar câncer e até incentivar ataques do coração. Evite comprar enlatados ou produtos com embalagem danificada. Não guarde bebidas quentes ou alimentos em potes de plástico, e prefira outros tipos de recipientes para levar ao micro-ondas. No caso de comprar de utensílios de plástico, veja os que têm números de reciclagem entre 3-7, com menos bisfenol-A.

Publicidade

Comente