Como prolongar a vida útil dos eletrônicos

Para não perder os aparelhos eletrônicos prematuramente, é importante saber como preservá-los. Conheça os mitos e as verdades sobre baterias.

Aquela história de que é preciso carregar o celular só depois que a bateria estiver vazia por completo não funciona mais. Antigamente, quando as pilhas eram feiras de níquel-cádmio dava certo, pois assim a bateria não “viciava”. O problema é que a composição mudou. Atualmente a maior parte das baterias usadas nos eletrônicos é de íon-lítio. Esse e alguns mitos rodam pela internet e roda de amigos, e é preciso ter cuidado e averiguar as dicas recebidas, pois algumas vezes elas prejudicam o aparelho. Veja algumas salvações para que a bateria do seu eletrônico dure por mais alguns ciclos.

Publicidade

Salvação Eletrônica

Segundo especialistas e fabricantes, alguns detalhes importantes evitam que seu amado celular desligue para sempre. Veja abaixo algumas dicas para conservar a bateria desses importantes aliados do mundo moderno.

1. Evite o calor

Temperaturas muito altas são um perigo para as pilhas. Se uma bateria é sempre carregada a 40º C, ela com certeza vai para o lixo muito mais rápido do que se for carregada a 20º C.

Para evitar superaquecimento, não deixe os brinquedos eletrônicos sob o sol, superfícies que esquentam muito, ou lugares onde o ar não circula. Desse modo a bateria “respira”, se refresca e dura mais. Respeite essa regra seriamente, pois a temperatura tropical do país já é prejudicial o bastante.

Publicidade

2. Recuse Imitações

Os carregadores originais são fabricados especialmente para ajudar seu aparelho. Os semelhantes têm alguns detalhes a mais ou a menos que não o favorecem tanto. A voltagem costuma ser muito alta, diminuindo bastante os ciclos que restam na bateria.

Utilize sempre o carregador original que vem junto com o aparelho, aqueles que são feitos pelo fabricante do produto. Caso seu carregador quebre ou pare de funcionar, nada de comprar um pirata. Vá até a loja onde seu aparelho foi comprado, caso tenha garantia ou procure o fabricante. Será mais caro, mas a bateria agradece durando mais.

3. Entre 50% e 80%

Carga completa e descarga completa prejudicam o aparelho. Quando ele é descarregado até o máximo, a corrente que ronda a bateria aumenta, causando um aquecimento maior. E quando carregada em 100%, os ciclos ficam maiores e há o risco de superaquecimento, por passar muito tempo conectada à energia.

A dica é carregar a bateria até 80%, para diminuir os ciclos e o aquecimento, e voltar a conectar quando chegar em 50%. Desse modo ela não se esforça muito para funcionar devidamente com pouca energia. Se você troca de aparelho toda hora, carregue normalmente, pois não vai ajudar em muita coisa ficar verificando porcentagens.

4. Calibre

As baterias modernas que mostram a porcentagem que resta precisam ser calibradas de vez em quando se passam muito tempo sem descarregar totalmente. Todo mês deixe seu celular ou notebook descarregar até o zero para dar uma reforçada no sistema, assim dá pra saber a porcentagem certa, para realizar a carga entre 50% e 80%.

Publicidade

Comente