Como proteger seus filhos das drogas

Com o perigo das drogas cada vez mais próximo de nós, veja algumas dicas de como proteger seus filhos das drogas e tenha um filho feliz e saudável.

Antigamente, as drogas eram uma preocupação apenas das classes baixas da sociedade. Era comum ver meninos ou adolescentes, provenientes de famílias de baixa renda, embaixo de viadutos ou nas ruas usando drogas ou roubando para se drogarem. Mas depois que começou a discussão quanto a legalização da maconha e o aparecimento do crack, famílias de classe alta começaram a sofrer vendo seus filhos e familiares, escravizados por esses entorpecentes.

Publicidade

Como podemos afastar de nossos filhos, a chance deles usarem qualquer tipo de droga por mais ´´fraca“ que ele seja? Como podemos ajudar nossos filhos a se manterem num caminho promissor, quando estão na adolescência e a imaturidade da idade os deixam tão rebeldes e abertos a novas possibilidades e novidades? Veja algumas dicas de como proteger seus filhos das drogas, e ajude seu filho a não seguir por esse caminho, cada vez mais sem volta.

Depressão juvenil

Muitos pais não percebem, mas um dos motivos do porque tantos jovens começam a usar drogas, e jovens que possuem tudo aos olhos da sociedade, é que eles começam a ter uma tristeza profunda, desenvolver uma depressão que as vezes não tem nenhum motivo aparente.

Na adolescência, é mais comum e perigoso ver os jovens entrando no mundo das drogas, porque nessa fase somos muito imaturos, tudo parece desproporcional e queremos ser aceitos por nossos amigos e sermos felizes e populares.

Publicidade

Quando tudo isso não acontece como gostaríamos, começa então o desenvolvimento de uma depressão repentina e que pode evoluir para um envolvimento com drogas. As drogas servem como um ´´anti-depressivo“, onde se esquece por um momento dos problemas, pressões e traumas dessa fase e a sensação de prazer é inevitável.

É importante que os pais fiquem atentos a seus filhos, observando qualquer tipo de tristeza aparente e que leva mais dias do que o normal, como choro, cara fechada, busca por filmes ou programas que falem de assuntos melancólicos e se o modo de se vestir ou se cuidar mudou como usar roupas amarrotadas, velhas ou escuras e começar a não tomar banho, a engordar ou emagrecer em demasia e se o jovem começa a evitar os amigos e outras pessoas.

Observe as más companhias

É muito bom que seu filho tenha amigos, mas observe se esses amigos não estão levando seu filho ainda mais para perto das drogas. Conheça a família, observe os hábitos e a educação e sempre saiba onde vão e que hora voltarão.

Diálogo sempre

Pesquisas recentes comprovaram ainda mais oque já se sabia: quanto mais diálogo os pais tem com os filhos, menos chances o filho terá de se envolver com drogas.

Procure sempre alertá-lo sobre o perigo de usar drogas, ainda que seja um cigarro de maconha, que em algumas partes dos Estados Unidos por exemplo é totalmente legal para fins medicinais, porém aqui no Brasil ainda é proibido, dá cadeia, sem contar os problemas neurológicos e físicos que essa entre outras drogas causam em seus usuários a curto e médio prazo.

Publicidade

Comente