Como proteger seus filhos dos riscos da internet

A internet veio para ficar, mas os riscos que elas oferecem às crianças e adolescentes são imensos, podendo trazer consequências terríveis para a família inteira. Confira as dicas abaixo e proteja seus filhos.

Publicidade

Ciberbullying

Está sendo cada vez mais comum. É também conhecido como bullying virtual. Ocorre quando alguém posta fotos, vídeos ou comentários acerca de outra pessoa, objetivando humilhar ou ameaçar. Se você descobrir que seu filho está sendo vítima do ciberbullying, não deixe que ele responda às mensagens para não piorar a situação. Quando o ataque é feito por algum colega, leve o fato direto para a direção da escola para que uma providência seja tomada. Não hesite em levar o caso ao Ministério Público do seu estado ou a uma delegacia de polícia.

Aliciamento

Advém quando alguém entra em contato com crianças ou adolescentes pela internet com o intuito de marcar encontros. Em primeiro lugar, sempre recomende ao seu filho recusar conversas de estranhos, bem como convites pela web. Peça para ele lhe mostrar mensagens que julgar de teor duvidoso. Elogios em excesso são sinais de aliciamento. Recomende para que ele (a) não acredite em tudo o que vê e lê na rede mundial.

Sexting

Você já deve ter escutado notícias de adolescentes que se suicidaram depois de terem fotos postadas – sem o seu consentimento – nas redes sociais. O sexting é quando adolescentes fazem brincadeiras sensuais ou eróticas trocando mensagens onde suas fotos sem roupa ? ou quase ? são enviadas para outras pessoas. Caso você descubra que seu filho está fazendo isto, diga a ele que se expor desta forma é a mesma coisa que aparecer em um outdoor para toda cidade ver. Nunca se sabe o que a pessoa do outro lado pode fazer. Assim como as fotos podem ser deletadas, também acontecem de irem parar na internet. Lembre-se que nada na rede mundial é completamente confidencial. Fique de olho e evite problemas bem graves.

Publicidade

Uso excessivo

Ficar por horas na frente do computador navegando por redes sociais ou jogando é prejudicial. É praticamente um vício não conseguir se desligar da vida virtual. E quando prejudica os estudos e a relações pessoais, os pais devem tomar uma atitude imediata. Traga seu filho para a vida real. Convide-o a ir a um cinema, passear de bicicleta ao ar livre, sair mais com os amigos. Mostre a ele que há vida além do computador.

Previna-se contra abusos virtuais. Confira as dicas:

– Oriente sempre seu filho a não aceitar convite de pessoas desconhecidas ou convites para encontros;

– É muito comum acontecerem casos de desrespeito nas redes sociais. Bloqueie imediatamente a pessoa. Se ela for sua amiga fora do mundo virtual, peça para que ela pare. Caso não aconteça, não hesite em bloqueá-la da mesma forma.

– Matérias impróprias ou violentas nas redes sociais podem ser denunciadas pelo portal www.safernet.org.br.

A internet é para diversão e conhecimento. Use-a para estes fins.

Publicidade

Comente