Como revender roupas femininas

Está precisando de uma grana extra para complementar seu salário, ou mesmo pensando em garantir sua renda como vendedora autônoma? Saiba como revender roupas femininas e alcançar esses objetivos.

Um mercado que está sempre em alta é o de roupas femininas. Andando pelas ruas podemos ver centenas de lojas de roupas para mulheres, de diversos tipos – seja mais casual para usar em casa, ou mais social e adequada ao trabalho – que estão sempre cheias de clientes.

Publicidade

Muitas roupas vendidas no Brasil são produzidas aqui mesmo em nosso país, até mesmo as “roupas de marca”, que ganham a dita marca após prontas (quando são colocados etiquetas ou acessórios como botões e zíperes que identificam a tal da marca).

Algumas regiões do país são bem famosas por concentrarem fábricas de roupas e venderem, tanto no varejo, como no atacado, roupas por preços atrativos, como é o caso dos bairros do Brás e do Bom Retiro na cidade de São Paulo, ou das feiras de roupas em Goiânia, capital do estado de Goiás.

Aliás, muitas lojas espalhadas pelas cidades brasileiras recorrem a essas regiões na hora de comprar as roupas de seu estoque. As lojas nada mais fazem do que revender roupas que escolhem e compram diretamente das fábricas ou de outras lojas. É exatamente isso que você também pode fazer!

Publicidade

Dicas para começar a revender

Antes de começar a revender roupas femininas, é importante definir com que tipo de mercadoria você quer trabalhar. Algumas pessoas optam por vender apenas roupas íntimas, outras, apenas calças jeans, já outras exploram tudo quanto é produto. Lembre-se de que quanto mais variedade você tiver, mais facilmente você conseguirá agradar diversas clientes.

Defina também o local onde você vai adquirir as roupas, se você mora em uma cidade pequena, provavelmente terá de viajar para uma cidade maior onde encontrará roupas com preços melhores. Você precisa ter um capital inicial para investir na viagem, além de comprar uma boa quantidade de roupas. Muitas lojas de roupas que recebem pessoas que irão revender as peças vendem apenas em atacado (em grande quantidade), então você precisa se preparar para fazer uma compra grande.

Dicas para divulgar os produtos e atrair clientes

Quando já tiver as peças, você precisa formar a sua clientela. Para fazer isso, comece divulgando as roupas para amigos e parentes, você pode fazer visitas a eles, levando as roupa até suas casas, às vezes até deixando por uns dias com as peças com a pessoa para que ela possa escolher com calma e quem sabe mostrar a outras pessoas interessadas em comprar. Ou então, você pode reunir suas amigas em casa, fazer um almoço, um churrasco ou algo do tipo (quem sabe até organizar um desfile!) para criar um clima agradável e divulgar as roupas.

Quem for revender roupa para complementar a renda, pode também levar as peças ao escritório e mostrar às colegas de trabalho. Mas, antes de fazer isso, é bom consultar o chefe para verificar se não há problema. Algumas empresas não gostam que os funcionários levem mercadorias para serem comercializadas durante o trabalho. Você pode optar por mostras as roupas na hora do almoço ou combinar de suas colegas levarem as roupas para casa e depois te devolverem.

Para divulgar ainda mais as peças que estiver vendendo, você pode usar a internet! Criar um blog ou uma página em uma rede social, na qual você possa publicar fotos, fazer comentários sobre as peças e colocar os respectivos preços, é uma boa ideia; assim você consegue formar um público mesmo fora do seu círculo de amizades, já que a internet atinge pessoas não importa onde estejam. É muito importante deixar em fácil visualização as maneiras como a pessoa pode entrar em contato com você, seja telefone, celular ou email. Sempre confira os comentários no blog ou na página e mantenha-os atualizado, principalmente quando adquirir peças novas!

Falando em preço, para bater a concorrência de outras vendedoras e das lojas de seu bairro ou de sua cidade, você tem que tentar trabalhar com o melhor preço possível. É claro que você tem que garantir seu lucro, mas cobrar um valor alto demais vai afastar as clientes. Tente trabalhar com uma margem de lucro, ao menos inicialmente, de 100% a 150%.

Como você estará trabalhando com moda, é sempre bom estar atenta às tendências. Acompanhe blogs de estilistas e de comentaristas de moda, desfiles de grandes marcas, até mesmo novelas, muitas modas em nosso país “pegam” por causa da televisão. Além disso, tenha bom gosto ao escolher as peças, busque por roupas que possam ser combinadas, assim as chances de vender uma camisa com uma calça – ou uma saia com uma blusa – desde que combinem bem, são altas e assim você lucra mais! Analise bem a qualidade das roupas também, isso vai te ajudar muito! Evite comprar novamente em lojas nas quais as roupas venham com algum problema, principalmente se alguma cliente que tiver reparado o problema na roupa ou feito uma reclamação.

Pensando no futuro

Se você for uma boa vendedora e vir que está se dando bem nessa área, vale a pena começar a pensar em montar a sua loja! Você pode aproveitar que conhece os melhores lugares para comprar, consegue fazer um bom preço ao vender, além de já ter uma boa clientela formada, para abrir seu estabelecimento comercial.

Para fazer isso, é importante contatar um contador que te passará todas as informações e ações que devem ser feitas para abrir uma empresa. Você também pode fazer cursos para aprender a gerenciar seu próprio negócio. O Sebrae, por exemplo, oferece vários cursos gratuitos que ajudam e orientam novos empresários e empreendedores com isso.
Na inauguração da loja você pode organizar um coquetel, convidar as clientes que te acompanham desde que começou a revender as roupas, elaborar sorteios e promoções, tudo para atrair um bom publico para a loja.

Com o tempo, você pode ir ampliando a loja, trabalhar com mais produtos, como sapatos e acessórios, ou mesmo experimentar vender também moda masculina e infantil (suas clientes vão adorar frequentar uma loja onde já possam comprar roupa para a família inteira!)

Com as dicas acima deu para perceber que revender roupas femininas pode ser um ótimo negócio, basta ter força de vontade para começar, estar sempre antenada na moda e saber se relacionar bem com suas clientes!

Publicidade

Comente