Como saber por quanto tempo guardar documentos

Descartar ou não? Leia o texto abaixo e saiba por quanto tempo você precisa guardar seus documentos.

Guardar toda aquela papelada em casa, entulhando as gavetas e caixas é um transtorno. Como cada vez mais os espaços dos apartamentos estão menores, nada mais útil do que saber qual a validade dos documentos para poder descartá-los futuramente. Para saber por quanto tempo você deve guardar seus papéis, leia o texto abaixo:

Publicidade

1 ano

Mantenha por um ano nos seus arquivos contas em geral, como as de luz, água, telefone, celular e gás. Expiram em um ano as apólices de seguros de carro, vida e saúde.

2 anos

Mantenha por dois anos nos seus arquivos todos os recibos das consultas médicas, aluguéis e condomínio, bem como os de produtos que forem de segunda mão, como um carro usado.

3 anos

Mantenha por três anos nos seus arquivos recibos de compra ou serviços prestados por pessoas físicas. Recibos de empresas possuem prazos diferentes.

Publicidade

5 anos

Mantenha por cinco anos nos seus arquivos as faturas de cartão de crédito e o carnê do IPTU. Pelo mesmo prazo guarde as declarações de Imposto de Renda com os recibos para dedução. O recibo de pagamento do IPVA também possui a mesma validade, mas o conselho é deixá-lo com a documentação do carro enquanto a pessoa for proprietária do automóvel.

Não descartar

Mantenha no seu arquivo todas as notas fiscais dos bens duráveis até expirar o prazo de garantia do produto. No entanto, o recomendado são guardá-las para sempre, pois se sua casa for assaltada e roubarem algum bem, você terá um comprovante da sua compra e valor para fins de registro de ocorrência policial. E quando o assunto é aposentadoria, os cuidados são redobrados. Cuide muito bem da sua carteira de trabalho e das guias de recolhimento da previdência. Para solicitar aposentadoria é necessário apresentar esses documentos junto ao INSS.

Nos casos de extravio, você não terá como comprovar o tempo de trabalho exercido ao longo dos anos.

Muita gente não tem conhecimento, mas desde 2009 empresas prestadoras de serviços, por lei, devem encaminhar aos clientes, uma vez por ano, comprovantes de quitação dos valores pagos no ano anterior. Caso você não receba nenhum tipo de documento semelhante, é seu direito denunciar o fato à Ouvidoria da empresa. Essa é uma excelente medida, pois diminui consideravelmente o volume de papeis para armazenar.

Guarde faturas e os contratos originais dos cartões de crédito, contas bancárias, serviços de telefonia móvel e TV a cabo. Se você precisar entrar com alguma ação judicial contra as empresas, não são aceitas cópias dos contratos.

Para facilitar sua vida, mantenha todos seus documentos em um lugar só. Pastas sanfonadas são as melhores para manter em ordem a papelada.

Reserve um tempo e dedique-se a verificar seus documentos e os respectivos prazos de validade. Somente depois os descarte.

Publicidade

Comente