Como saber quando usar uma prótese dentária

Seu sorriso não é mais o mesmo?  Veja como saber quando usar uma prótese.

Perder um ou mais dentes trazem uma série de dissabores e incômodos. Além de o sorriso ficar bem comprometido, a mastigação dos alimentos fica prejudicada. Conheça abaixo os principais tipos de prótese:

protese-dentaria

Publicidade

REMOVÍVEIS

São aquelas que podem sair da boca para higienização. Algumas são provisórias enquanto a definitiva não fica pronta. As próteses parciais são pontes móveis. São bastante usadas por quem não tem um ou mais dentes. Próteses totais são aquelas dentaduras usadas por quem não tem dente nenhum. Implantes são pinos que o dentista prende ao osso para colocar prótese. É feito através de cirurgia e indicada para pessoas sem dentes.

FIXAS

São aquelas que permanecem presas na boca. As coroas são um tipo de prótese cujo material é cimentado junto ao dente. É usado em quem quebrou um dente, mas ainda ficou com a raiz. As pontes são usadas por pessoas que perderam um ou mais dentes. Elas se apóiam nos dentes vizinhos para se sustentarem.

Ainda restaram algumas dúvidas? Confira.

Publicidade

Em caso de perda do dente(s), a prótese deve ser colocada o quanto antes. No caso das provisórias isso pode ser feito inclusive no mesmo dia.

Qualquer pessoa pode usar uma prótese. Nos casos em que o dente sofreu um dano e não pode mais ser restaurado, o dentista avaliará qual melhor tipo de prótese para o paciente. Há muitas opções e cada caso merece uma análise.

Há casos em que o tratamento é bem demorado, podendo levar até um ano ou mais. Em outros, em até um mês a situação está solucionada.

Os valores podem não ser acessíveis para muitas pessoas. Debater com o dentista qual é a melhor para cada caso e também o que se pode pagar é válido. Cada prótese possui o seu custo, mas não pense que as mais caras são as melhores. Porém, optar pela mais barata nem sempre é a melhor decisão. Vale a pena comprometer um pouco do orçamento para garantir um sorriso aberto e mais saúde também.

Para alívio de muitos, a cirurgia é indolor. A anestesia é local e nos dias seguintes basta tomar os remédios indicados pelo médico para seguir sem dor.

Próteses não prejudicam as gengivas. Pelo contrário, elas são de grande ajuda para preservar também os outros dentes, lábios e bochechas. Um dente que não é substituído compromete imediatamente a mastigação dos alimentos. Os outros dentes ficam mais sobrecarregados. Se o problema não é solucionado, é comum surgirem dores de cabeça, de ouvido e região do pescoço. Além do mais, a precária mastigação faz com que os alimentos não sejam bem triturados, podendo no futuro trazer gastrite e outros problemas estomacais.

A falta de dentes pode ainda comprometer a vida pessoal, social e profissional. Cuide bem deles e não sinta medo de mostrar seu sorriso.

Publicidade

Comente