A partir de 1º de agosto de 2013 o Cadastro Positivo está valendo no Brasil inteiro. Conheça um pouco mais sobre esse novo banco de dados que promete beneficiar os bons pagadores.

Quem paga as contas em dia já pode, a partir de 1º de agosto de 2013, solicitar a inclusão do seu nome no Cadastro Positivo. Ele nada mais é que um banco de dados que tem por objetivo beneficiar consumidores que cumprem com suas obrigações financeiras satisfatoriamente. Ao contrário do cadastro negativo, onde estão registrados os consumidores que estão devendo no mercado, o Cadastro Positivo oferece vantagens para quem tem a “ficha limpa”. Os inscritos poderão obter junto às instituições financeiras maiores facilidades para obter crédito e vantagens na negociação de financiamentos, por exemplo. A intenção das instituições é diminuir a burocracia e agilizar os processos. Ao fazer o cadastro, o consumidor precisa ter ciência que constarão nos bancos de dados informações como os seus empréstimos pessoais, números de contratos de financiamento e crediários, valores e prazos. Comércio, bancos, financeiras e prestadoras de serviços poderão ter acesso a suas informações. Baseada nelas, será possível ter uma visão geral do perfil do consumidor e facilitar sua vida na hora de adquirir algum bem.

 Como se cadastrar no Cadastro Positivo?

Além de favorecer quem é bom pagador, as instituições financeiras esperam diminuir a taxa de inadimplência no Brasil e futuramente reduzir os juros no mercado. O cadastro é fácil, opcional e gratuito e os interessados podem acessar os sites da Serasa e do SPC.

Veja como se cadastrar no Cadastro Positivo:

1) Um dos sites que você pode acessar é o www.serasaconsumidor.com.br;

2) Na página da Serasa há um link indicando onde você inicia o cadastro;

3) Caso você não seja cadastrado no site da Serasa, primeiro você deve se inscrever e criar uma senha;

4) Será enviada para seu e-mail a confirmação da inscrição. A partir daí você pode efetuar o login e se cadastrar no Cadastro Positivo, preenchendo o Termo de Abertura;

5) Insira dados básicos como CPF, e-mail, nome completo, telefones residencial, comercial e celular, data de nascimento, sexo e endereço profissional;
6) Leia atentamente o Termo de Abertura e confirme.

Caso você prefira um atendimento personalizado para dirimir quaisquer dúvidas, imprima o Termo de Abertura e se dirija a uma agência da Serasa Experian, munidos de RG e CPF originais ou cópias autenticadas. Pelos correios também é possível efetuar o cadastro. Imprima o termo e envie juntamente com as cópias autenticadas do CPF e do RG para o endereço abaixo:

Serasa Experian
A/C Recepção e Controles – Cadastro
Rua Antônio Carlos, 434
CEP 01309-010 – Cerqueira Cesar
São Paulo – SP

No site do SPC você também pode fazer o download do Termo de Abertura.

A partir daí os bancos de dados passarão a ter o histórico dos seus pagamentos. Caso você não consiga efetuar o pagamento de uma conta em determinado mês, seu cadastro permanecerá, porém essa informação da não quitação ficará no banco de dados. Se alguma prestação indevidamente constar como não paga, ela pode ser removida a pedido do cadastrado, desde que apresente os documentos que comprovem o equívoco. As informações podem ser compartilhadas entre vários bancos de dados, mas somente após autorização do consumidor. O cadastro permanecerá por 15 anos e durante este tempo você terá direito de saber quem compartilhou seus arquivos e quem o consultou. Especialistas orientam que o consumidor seja cuidadoso às regras do Cadastro Positivo. Se em alguém momento houver suspeita de que seus direitos infringidos, procure o PROCON da sua cidade. O Código de Defesa do Consumidor regula o Cadastro Positivo através das Leis 8078/1990 e 9057/1997.

Receba mais sobre "Como se cadastrar no Cadastro Positivo?" e outros artigos do Como Fazer Online no seu e-mail. É grátis!



9 Comentários



Faça um Comentário