Como se cuidar depois de uma cirurgia estética

Os cuidados pós-cirúrgicos de uma cirurgia estética são os grandes responsáveis pelo sucesso do procedimento. Veja como se cuidar.

Se o seu sonho é fazer uma plástica para retirar os excessos de gordurinhas do corpo, fique atenta. Não espere milagres. Para você manter a nova silhueta muitos cuidados devem ser seguidos, começando por uma alimentação saudável e pela prática de atividades físicas. Ou seja, você terá que se esforçar muito mais para ficar na linha. Quando o paciente após a cirurgia continua a manter um comportamento pouco saudável, certamente o resultado do procedimento será bastante comprometido.

Publicidade

Os bons hábitos alimentares não devem ser esquecidos nem antes e nem depois da cirurgia. Geralmente, logo após o procedimento, os pacientes estão mais motivados com os resultados e fica mais fácil seguir uma nova dieta. Contudo, muitos vão relaxando com o passar do tempo e aquela barriguinha que antes estava perfeita, aos poucos já começa a mostrar novas gordurinhas. Na verdade, quanto mais cedo o paciente iniciar uma reeducação alimentar, melhor. O ideal é ir para a mesa de cirurgia com o menos possível de gordura corporal. Assim, os resultados tendem a ser ainda melhores. Seguir, no pré-operatório, um plano alimentar focado na redução da gordura e definição do tônus muscular é o mais recomendado.

No pós-cirúrgico imediato algumas medidas a serem adotadas pelos médicos visam promover uma rápida cicatrização, aumentar a imunidade do organismo e combater os terríveis radicais livres. É prescrita uma dieta de proteínas e aminoácidos como gado, peixe ou frango, ômega 3 (peixes, chia, linhaça e sementes oleaginosas), vitaminas e minerais e a ingestão de 2 litros de água por dia. O médico também pode indicar suplementos alimentares, se for necessário. Com o passar do tempo, os mesmos hábitos saudáveis devem ser mantidos. A liberação da prática de exercícios físicos depende de cada caso e de como está sendo a recuperação. Não é aconselhável voltar para academia sem consultar o especialista. Portanto, tenha em mente que quem não faz um tratamento pré-cirúrgico no que tange à alimentação e não mantém os bons hábitos após o procedimento terá a grande desilusão de ver as gordurinhas retornarem sem dó.

Quem faz lipoaspiração ou abdominoplastia tem na drenagem linfática sua grande aliada. Inclusive, esse procedimento deve ser feito por qualquer pessoa, independente se fez ou não alguma cirurgia estética. Os resultados são muito bons. O inchaço corporal diminui devido à estimulação dos gânglios linfáticos e em decorrência disso, há uma gradual redução da celulite. No pós-operatório os resultados são muito eficientes. A drenagem chega a reduzir em 2/3 o tempo de recuperação da paciente, alivia os edemas e evita as fibroses. É importante certificar-se que o profissional é especializado em drenagem linfática para não haver danos ao organismo.

Publicidade

O repouso também é essencial para o sucesso da operação. Não fazer esforços, alimentar-se corretamente e beber água são as recomendações habituais. Siga as instruções médicas no que tange ao uso da cinta modeladora. Normalmente, a cinta deve ser removida na hora do banho e para limpeza da cicatriz. Sua função é pressionar a região abdominal, facilitar a movimentação e evitar acúmulo do seroma.

Dores fazem parte da rotina e analgésicos solucionam o problema. Porém, febre, escape de líquido e dores que não passam com remédios podem ser sinal de algo mais grave, devendo ser averiguado.

Como você pôde ver, fazer um procedimento estético não é garantia de uma forma física perfeita. Cuide-se e tenha um corpo de fazer inveja em qualquer época do ano.

Publicidade

Comente