Como se depilar com mola

A depilação com mola é a novidade do momento para retirar os pelos indesejados. Sensação em Nova York, a tendência é que faça sucesso também no Brasil. Confira suas vantagens:

Publicidade

– A depilação com mola extrai 100% dos pelos e o bom de tudo é que não existem contraindicações. Ou seja, quem faz uso de cremes, inclusive os que são à base de ácidos, pode prosseguir aplicando-os normalmente após a depilação. Esse tipo não mancha a pele e não causa alergias;

– Quem faz a depilação com mola irá reparar que os pelos custarão mais a voltar, além de se reduzirem ao longo do tempo. A incidência de pelos encravados diminui;

– A pele não fica flácida, ao contrário do que pode acontecer quando a depilação é feita com cera. A mola é bem menos agressiva quando retira os pelos do rosto. Para fazer a sobrancelha também é bem prático, melhor ainda que a pinça, pois tira vários pelinhos de uma vez só;

Publicidade

– Comparada com a linha e a cera, a depilação é indolor. Os especialistas indicam a mola para tirar penugens, muito difíceis de sair utilizando outra técnica;

– A melhor região para usar a depilação com mola é no rosto, como buço, bochecha e testa. A eficácia se mostra maior. As áreas depiladas com mola não apresentam tanta irritação como as outras técnicas. Porém, não se exponha ao sol após esse procedimento;

– Você pode fazer em casa. A mola lembra um cotonete e para utilizá-la curve-a, segure uma ponta em cada mão e encoste o aparelho na área a ser depilada. Gire bem delicadamente para não beliscar a pele, no sentido para fora. Antes de guardá-la, passe um pano umedecido com álcool. Caso você não consiga fazer sozinha, procure a ajuda de um profissional especializado.

Assista ao link e veja como a depilação com mola é feita:

Publicidade

Comente