Como se joga golfe

O golfe é um esporte de origem escocesa, praticado por amadores e profissionais. Conheça as regras do jogo.

Jogar golfe é uma excelente atividade física. Praticado ao ar livre, alia o relaxamento de corpo e mente a altos níveis de competitividade. Especialistas recomendam a prática para todas as idades, porque o golfe não exige explosão muscular. O esporte melhora a coordenação e alivia o estresse. Mas como se joga golfe?

Publicidade

O objetivo principal é acertar a bolinha nos nove ou 18 buracos espalhados pelo campo (sinalizados por bandeiras), com o menor número de tacadas possível.

A distância entre eles varia de acordo com o “par”. Nos circuitos profissionais (de até seis quilômetros longitudinais, numa área que pode atingir um milhão de metros quadrados), a contagem dos pontos é feita com base no “par”, o número de tacadas previstas para atingir cada buraco: se um buraco tem “par três”, isto significa que, em média, são necessárias três tacadas para atingi-lo. A soma de todos os pares forma o par do campo, o total de tacadas para completar o circuito.

Parece simples, mas não é. Cada campo apresenta dificuldades diferentes. Existem campos em planícies, regiões montanhosas, no litoral e até em desertos. O buraco, que tem apenas 10,8 cm de diâmetro, para os 4,2 cm da bolinha, pode estar em cima de um morro, depois de uma curva ou atrás de um lago (lagos e bancos de areia são comuns nos campos de golfe e constituem um obstáculo extra). Normalmente, no primeiro tee – o ponto de início da partida, que pode ser disputada individualmente ou em grupos (os pontos de jogadores, duplas e trios são somados para identificar os vencedores) –, os jogadores recebem um mapa, para se deslocarem em direção aos objetivos.

Publicidade

Visto por cima, o percurso dos jogadores começa num tee, passa pelo fairway (“caminho válido”), local de grama baixa onde as tacadas são mais facilmente executadas, pelo rough (áspero), região de grama alta, e finalmente o green, com grama aparada, onde ficam os buracos. Quando o golfista chega ao green, a bandeira é retirada para não prejudicar a jogada.

Os principais campos do mundo são projetados por arquitetos e engenheiros renomados, cujo nome confere fama ao campo de golfe. Os buracos são dimensionados para dar mais dificuldade ao jogo. Felizmente, o golfe é um esporte ecológico: flora e topografia são bastante preservadas, inclusive porque dificultam as tacadas.

Para jogar golfe, é preciso ter uma taqueira (sacola com 14 tacos). Atualmente, os tacos são confeccionados com material mais leve, como o titânio, mas continuam recebendo os nomes wood (“madeira”, para tacadas de maior distância) e iron (“ferro”, para tacadas de curta distância e maior precisão). Além destes, existem tacos específicos para retirar a bolinha dos bancos de areia (“sand”), o putter e o pitcher, para embocar a bola na região do green.

Os jogadores contam com o apoio de caddies, auxiliares que carregam a taqueira e também dão dicas importantes sobre as melhores estratégias. Carrinhos ajudam a vencer as distâncias do campo.

O golfe possui 30 regras para situações específicas; entre elas, um golfista que acerte a bola de outro é punido com duas tacadas extras. Mas as normas variam de acordo com a competição: entre amadores, elas são bastante simplificadas.

Cada jogador também deve tocar um bom estoque de bolas e calçados com solado de travas, para garantir a firmeza e o posicionamento. Luvas são opcionais e as roupas devem ser folgadas e de tecido natural, para permitir a absorção do suor, já que as caminhadas são as companheiras inseparáveis do golfista. Bermudas e regatas não são bem vindas no mundo do golfe.

No campo, o desempenho é sempre individual, já que não há como um jogador prejudicar as tacadas de outro. O resultado depende do esforço pessoal e o principal desafio do golfista é reduzir seu próprio handicap, que varia de 0 a 40. Jogadores inexperientes recebem um handicap alto, que significa uma bonificação para que possam jogar com golfistas experientes. Quem tem um handicap 40 recebe um desconto de 40 buracos, tornando-se mais competitivo. Conforme o atleta progride no esporte, o handicap vai baixando.

Publicidade

Comente