Como se preparar para uma cirurgia estética

Todo procedimento cirúrgico envolve riscos. Antes de fazer uma cirurgia estética, prepare-se para ela. Leia o texto abaixo e descubra como.

O sonho de ter um corpo bonito é válido, mas envolve uma série de riscos que toda mulher deve estar bem informada. São muitos os casos de pessoas que morrem ou ficam com sequelas depois de um procedimento desse porte. Para início de conversa, o paciente deve procurar um médico que realmente tenha a formação para tanto. Ou seja, ter cursado os seis anos do curso de Medicina, dois de Residência em Cirurgia Geral e mais três de Residência em Cirurgia Plástica. Para saber se o seu médico é certificado pelo órgão, consulte o site da Sociedade Brasileiro de Cirurgia Plástica, a SBCP. O endereço é cirurgiaplastica.org.br. Vá no link “encontre um cirurgião”, digite o nome e o estado. Se o especialista não constar ali, troque de médico imediatamente, pois você está sendo enganada.

Publicidade

Existem por aí muitas clínicas que causam preocupação e incômodo nos profissionais responsáveis. São lugares que vendem a cirurgia como se esta fosse um produto, parcelando-a em diversas parcelas. Existem também os consórcios de cirurgia, onde as pacientes adquirem o “produto”. Porém, se acontecer um problema durante o procedimento cirúrgico e a paciente necessitar de mais tempo de internação, dificilmente o consórcio irá arcar com as despesas extras. O conselho é juntar dinheiro antes de fazer a cirurgia, prevenindo-se de uma série de incomodações.

Depois de vencida a etapa de definição do médico, as dúvidas em relação à cirurgia estética permanecem. Toda paciente deve saná-las já na primeira consulta. As principais são: quanto tempo de experiência o médico tem na área, quais clínicas e/ou hospitais exerce as atividades, se a cirurgia é adequada para você, como é feito o procedimento e o tempo de recuperação, riscos envolvidos e complicações possíveis de acontecer. Durante esta mesma consulta, o médico irá perguntar sobre sua saúde e lhe encaminhar para uma bateria de exames. É importante que você diga quais as doenças que já teve no passado e atualmente, se for o caso, quais cirurgias você já se submeteu, se há alguma alergia a medicamentos, se faz uso de medicamentos contínuos, fuma ou usa substâncias químicas. Conforme a idade ou as condições gerais de saúde, novos exames podem ser solicitados.

Muitas cirurgias estéticas são realizadas em clínicas. Não se surpreenda se esse for seu caso. Quando a clínica possui recursos tecnológicos a ponto de estarem no mesmo nível dos hospitais, não é motivo para preocupação. Porém, você tem a obrigação de se certificar que o local está seguindo as normas dos órgãos de vigilância sanitária e dos Conselhos Regionais de Medicina.

Publicidade

Lembre-se que todo bom médico deve ser franco com a paciente. Ninguém sai da cirurgia com o corpo perfeito. Toda pessoa que se submenter a um procedimento estético deve estar ciente dos riscos e dos resultados que podem ser alcançados.

Publicidade

Comente