Como se proteger das alergias

Reações alérgicas a determinados alimentos, tecidos ou acessórios são bastante comuns. Veja como se proteger das alergias e viver melhor.

Ter um ataque de espirros nem sempre significa que você está resfriada. Simplesmente pode ser uma crise alérgica. Essas crises são causadas por substâncias que podem se encontrar no ar, na roupa e em acessórios variados. Além de espirros, podem causar coceira e vermelhão também. E fique atenta: se seus pais têm histórico de alergias, é bem provável que você herde isso deles. Mas não é preciso sofrer tanto. Veja, com as dicas abaixo, como se proteger dessas alergias que causam tantos transtornos no nosso dia a dia:

como-se-livrar-das-alergias

Publicidade

– As alergias nos olhos têm como principal causa a rinite. O sintoma são olhos vermelhos e coceira. O que pode desencadear as crises são vários fatores como ácaros, poeira, pelos do seu pet, fumaça e pólen das flores. Para evitar que o quadro se agrave, deixe sua casa sempre bem arejada. Se possível, não use tapetes e carpetes, pois eles acumulam muito pó. Persianas são indicadas, ao contrário de cortinas de pano que também podem juntar muita poeira. O tratamento indicado são colírios antialérgicos. Há casos também de alergia nos olhos por conta do esmalte.

– Asma e bronquite asmática também são alergias e evite-as tomando as mesmas precauções contra a rinite. Essas duas alergias provocam falta de ar e chiados. Nesses casos o médico prescreverá tratamento com antialérgicos e corticóides;

– As picadas de insetos como pernilongos e abelhas podem provocar sintomas bem desagradáveis como pele inchada, coceira e vermelhidão. Tome cuidado especialmente com as abelhas, pois suas picadas, em alguns casos, podem causar choque anafilático, levando à morte. O tratamento indicado quando os insetos não são venenosos é o uso de antiinflamatórios. Quando forem venenosos, vacinas e injeções de adrenalina, e corticóides. Proteja-se dos insetos usando o bom e velho repelente;

Publicidade

– Alergias na pele como dermatites são provocadas pelo níquel presente nas bijuterias, esmalte de unhas, tintas para cabelo e látex (encontrado nos preservativos e luvas de faxina). Anti-inflamatórios, analgésicos e determinados alimentos podem causar urticária. A diferença entre dermatite e urticária é que a primeira deixa a pele vermelha e em alguns casos, com bolhas. Já a segunda provoca muita coceira. Para tratar a dermatite use compressas e pomadas com corticóides na sua composição. Antialérgicos orais são necessários para dar um fim à urticária. Para evitar esses desconfortos, deixe de usar o que está lhe dando alergia;

– Alimentos também podem causar alergias a pessoas que tenham sensibilidade a alguma substância presente neles. Os campeões são o camarão, frutos do mar, trigo, amendoim, leite e derivados. Fique atenta a sintomas como diarréia, vômitos, mal estar geral, orelhas e bocas inchadas. O médico prescreverá antialérgicos para tratar de sintomas mais simples. Quando for mais grave, é necessária a aplicação de uma dose de adrenalina. A solução para acabar com o sofrimento é não comer mais o alimento causador.

Às vezes a alergia surge e fica difícil descobrir o que está causando toda a reação. Para isso existem exames chamados “testes de contato”. Basta colocar um adesivo na pele, contendo substâncias possíveis de causar alergia. O paciente espera 48 horas para retirar o adesivo e ser diagnosticado o que está lhe causando o problema.
Alergia é coisa séria. Procure um tratamento antes que ela se agrave.

Publicidade

Comente