Como se proteger de acidentes domésticos

Acidentes domésticos são mais comuns do que você pensa. Veja como se proteger.

Não é somente na rua que acontecem acidentes. Dentro de casa os perigos também são muitos. Tratados de forma errada podem trazer sérias consequências, inclusive fatais. Proteja-se dos acidentes domésticos seguindo as dicas abaixo:

Publicidade

– Queimaduras: muitas pessoas utilizam soluções bem caseiras para tratar alguém que se queimou. Manteiga, pó de café, pasta de dente. Quem nunca usou um artifício desses? Porém o melhor mesmo para aliviar uma queimadura é a água. Ponha a região queimada debaixo da torneira por uns cinco minutos ou mais. Pegue um pano que você tem certeza que está limpo e coloque por cima. Se você constatar que o caso é mais grave, procure um médico imediatamente e não fure as bolhas que se formarem;

– Quedas: mesmo sendo mais comum com pessoas idosas, também os mais jovens sofrem tombos dentro de casa. Evite deixar a roupa pingando no varal e seque o chão do banheiro depois do banho. Pisos escorregadios são um perigo e podem causar graves acidentes. Tapetes mal estendidos são outra armadilha. Famílias com crianças pequenas é quase que obrigatório colocar grades nas janelas, principalmente as que vivem em andares altos. Em casas com pessoas de terceira idade ou com dificuldade de locomoção instale barras de apoio pelos corredores e cômodos, para servir de apoio. Se mesmo com todos os cuidados algum acidente ocorrer, constate se a pessoa pode se mexer ou não. Confirmando-se a segunda opção, não encoste nela. Uma remoção feita sem auxílio médico pode ser fatal. Você sabia que muitas pessoas ficam tetraplégicas por causa disso? Chame o socorro imediatamente;

– Choques elétricos: a maioria dos choques não oferecem riscos por serem leves. Mas quando a descarga é mais forte pode haver o risco de uma parada cardíaca. Como o coração bate conforme estímulos elétricos, um choque maior pode causar uma desorientação nesse sentido. Em casos extremos há a necessidade de uma massagem cardíaca;

Publicidade

– Cortes: quando há sangramento pressione o local com um pano bem limpo. Espere um tempo e lave com água e sabão. Contudo se a lesão for muito profunda e o sangue não estancar, leve a pessoa para o hospital sempre comprimindo o local com o pano;

– Mal súbito: em casos de parada cardíaca, tente verificar se a pessoa está consciente. Se isso não acontecer, chame imediatamente o socorro médico e comece uma massagem cardíaca.

Todo o cuidado é pouco. Proteja-se e a sua família.

Publicidade

Comente