Muitas pessoas têm o sonho de se tornar aeromoça ou comissário de bordo e trabalhar dentro de aviões, ajudando os passageiros e conhecendo muitos lugares pelo mundo, mas não sabem como começar. Confira abaixo como é possível fazer isso.

Os profissionais que trabalham dentro dos aviões servindo refeições e auxiliando os passageiros em tudo que precisarem são chamados de comissários de bordo (ou comissária, se for mulher; para as mulheres é comum usar ainda o termo aeromoça). Esse cargo não pode ser ocupado por qualquer pessoa, para se tornar comissário é necessário se preparar por meio de cursos de capacitação. Além disso, a pessoa tem que estar disposta a viver o estilo de vida exigido, cada hora em um lugar do país e mesmo do mundo.

Como se tornar aeromoça ou comissário de bordo

O curso para se tornar comissário de bordo pode ser feitos por pessoas que tenham a partir de 18 anos de idade e que completaram o ensino médio. Esse curso é regulamentado pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), após completar o curso, a pessoa precisa prestar uma prova elaborada pela ANAC para obter sua licença de comissário de voo (CMS). O curso pe chamado de Programa de Instrução Teórica e Prática, e os lugares que o oferecem são as Unidades de Instrução Profissional. Após obeter a CMS a pessoa deve procurar uma empresa aérea e ver a possibilidade de ser empregado. Quando contratado, o profissional ainda receberá mais instruções, da própria empresa, teóricas e práticas referentes ao trabalho que irá desempenhar e fará um estágio obrigatório, de no mínimo 15 horas. Cumprida toda essa etapa, a pessoa pode pedir na ANAC que seja emitido seu Certificado de Habilitação Técnica (CHT).

Os cursos são oferecidas em muitas escolas por todo o Brasil. Confira na lista abaixo algumas delas:

FlyCenter – Campinas – SP
CEAB Brasil – São Paulo – SP
Emaster – São Paulo – SP
EACON – São Paulo – SP
ASAS – Rio de Janeiro – RJ
GF Escola de Aviação – Brasília – DF

Além de atender as solicitações dos passageiros, dar informações e servir as refeições, os comissários de bordo têm responsabilidades importantes, eles precisam conhecer as aeronaves nas quais trabalham, saber as medidas de segurança durante o voo e saber agir em situações de tensão ou de risco, é por isso que muitos cursos incluem, na parte teórica, matérias como: Sobrevivência na selva, Emergência, Combate ao fogo; Regulamento da profissão, Sistema de Aviação Civil, DireitoTrabalhista; Higiene e Saúde e Medicina Aeroespacial, Primeiros Socorros; Meteorologia, Conhecimentos Gerais de Aeronaves, Navegação Aérea etc.

A duração do curso depende de qual será a carga horária diária, semanal ou mensal de aulas. As ecolas oferecem variados horários, desde cursos diários em turnos matutinos ou noturnos, até cursos aos sábados. Os cursos com aulas de até 4 horas por dia, de segunda a sexta, podem durar uns sete meses. Os preços também podem variar, mas a média de preço é de R$2.500,00 (total, se for parcelado pode sair um pouco mais caro).

Para quem almeja trabalhar em viagens internacionais, ter domínio de idiomas é essencial. Muitas escolas também oferecem cursos de idiomas, principalmente inglês e espanhol, que são as línguas mais faladas no mundo. Quem se forma comissário de bordo pode atuar não só dentro do avião, mas também no aeroporto, nos guichês e escritórios das companhias aéreas.

Antes de decidir se tornar comissário de bordo a pessoa deve pensar bem se topa levar o estilo de vida desses profissionais, pois irá passar dias ou mesmo meses longe de casa e terá de ter pique e preparo para aguentar voos longos, principalmente os internacionais. Mas em compensação, poderá ter contato com diversas culturas, passageiros de diferentes nacionalidades e conhecer praticamente o mundo inteiro.

Receba mais sobre "Como se tornar aeromoça ou comissário de bordo" e outros artigos do Como Fazer Online no seu e-mail. É grátis!



Faça um Comentário