Como ser um bom cuidador de idosos

A atividade de cuidador de idosos está cada vez mais em alta, embora não seja uma profissão regulamentada (há um projeto de lei nesse sentido). O piso salarial está aproximadamente R$ 815,00, mas profissionais mais experientes podem faturar até R$ 2 mil, conforme as horas trabalhadas e a região onde vivem. O cuidador pode ser admitido para exercer suas funções na residência de uma família, em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) ou ser acompanhante de pessoa idosa que necessite cuidados em hospitais, clínicas etc.

Publicidade

Um bom cuidador deve gozar de boa saúde para exercer uma atividade que requer paciência e dedicação. Pessoas que prestam esse tipo de serviço precisam conhecer, no mínimo, os primeiros socorros e serem ágeis o suficiente para acionar ajuda em situações de emergência. Compreensão e sensibilidade são outras qualidades inerentes ao cargo. Uma pessoa que necessita de cuidados constantes muito provavelmente pode estar passando por algum declínio de atividade mental ou estar com o psicológico abalado. O cuidador precisa ser um bom ouvinte e ter paciência, pois pacientes mais idosos muitas vezes não são fáceis de lidar. Dedicação e carinho também não podem faltar. Uma família que entrega um parente aos cuidados de outra pessoa espera que ele seja bem tratado e tenha todas suas necessidades atendidas. Enfim, não ingresse nessa atividade somente pelo dinheiro. Para ser um excelente profissional você tem que gostar do que faz.

Veja como você pode ajudar seu paciente a se sentir melhor:

– Acompanhe o idoso nas saídas ao médico, compras e outras que exijam um cuidado maior;

Publicidade

– Cuide da aparência do seu paciente. Mesmo com mais idade ou com a saúde abalada, ele merece estar bem arrumado, cabelos penteados, unhas feitas;

– Converse bastante com ele. Crie um vínculo de confiança. Na maioria das vezes essas pessoas não têm com quem conversar e precisam de alguém para falar sobre seus medos, temores ou simplesmente jogar conversa fora;

– Não deixe que o idoso fique sempre sentado assistindo televisão. Incentive-o a dar voltinhas curtas na rua. Se houver possibilidade, pegue um táxi e passeiem pelo shopping;

– Fique sempre de olho no horário das medicações;

– Alguns idosos querem se sentir úteis e fazer as lides da casa. Ajude-o a realizá-las mesmo que ele não peça auxílio;

– Siga as recomendações médicas no que diz respeito à alimentação e o mantenha sempre limpo;

– Não o trate como uma criança. Lembre-se que ele tem uma longa história de vida;

– Pessoas mais velhas gostam de manter sua rotina. Alterá-las de uma hora para outra pode gerar situações ruins;

– Você é o seu cuidador, mas jamais tire a autonomia dele. Isso é importantíssimo para que o idoso se recupere mais rápido.

Ser cuidador de idosos é gratificante, mas quem está interessado em ingressar na área deve realmente gostar do que faz. Se você se sente apto, ajude quem precisa de cuidados, proteção e amor.

Publicidade

2 Comentários

Comente