Como terminar um namoro

Quando se pensa em terminar um namoro é sinal de que as coisas não vão muito bem no relacionamento. A partir daí, é preciso ponderar para tomar a decisão certa e sem medo.

O primeiro passo para tomar uma decisão de terminar um namoro é procurar analisar friamente todas as coisas boas e ruins que fazem parte do relacionamento. Num mundo onde a individualidade e liberdade se tornaram necessidades primordiais para um ser humano, namorar realmente não é uma tarefa fácil. Ter um relacionamento significa ceder sem se anular e amar a pessoa com suas qualidades e defeitos. Na correria do nosso cotidiano, nem sempre temos tempo para essa dedicação e nem mesmo estamos preparados para ela.

Publicidade

Tendo pensado bastante e chegado à conclusão de que é necessário terminar o relacionamento, o primeiro passo é preparar o terreno para alinhar com o seu parceiro o desejo de ruptura. O ideal é deixar claro que deseja ter uma conversa franca e marcar um lugar tranquilo para que possam conversar pelo tempo que for necessário para resolver a situação.

Uma boa forma de começar a conversa é apontando, com sutileza, os pontos pelos quais acredita que o relacionamento não tem mais futuro e deixar abertura para a pessoa comentar e dar a versão dela. Isso implica também em estar preparado para ouvir coisas que talvez não sejam legais, pois o seu companheiro pode estar com raiva ou ter omitido algumas coisas no relacionamento que não gostava e que só agora virão à tona.

Após essa conversa, é a hora de cada um ir para o seu canto e refletir sobre tudo o que aconteceu. Com isso, vocês podem até voltar a se ver mais algumas vezes para alinhar algumas coisas. Mas é fato que essa conversa franca e esse afastamento farão com que cada um comece a seguir o seu rumo.

Publicidade

Sempre é importante lembrar que o ato do rompimento é doloroso e quem toma a iniciativa tem que estar bem forte e centrado para não tomar atitudes erradas, como incitar a raiva no parceiro para que ele termine e não se precise arcar com o ônus de dar um basta na relação.

Também é aconselhado deixar os clichês de lado. Dizer para o outro que a culpa não é dele ou que ele não é o problema não adianta em nada e, na maioria dos casos, só irrita a pessoa que está ouvindo tal frase.

Honestidade e serenidade são as peças principais para que se termine um namoro da forma menos dolorosa possível, deixando um espaço para no futuro próximo olhar para trás e lembrar de forma carinhosa daquela pessoa que não era a sua alma gêmea, mas que com quem você pode ter aprendido alguma lição para a vida e para os próximos relacionamentos.

Publicidade

Comente