Como tratar cabelos rebeldes

Abaixo a ditadura dos cabelos lisos. Crespos ou ondulados, aprenda a tratar cabelos rebeldes e torná-los bonitos.

Tratar cabelos rebeldes exige muita paciência. A cada negligência, os fios crespos ou cacheados se ressecam e perdem a uniformidade. O corte dos cabelos precisa distribuir o volume – sempre apare com as madeixas secas (o cabelo úmido faz uma diferença muito grande ao aparar cabelos crespos; o caimento é totalmente diferente) e experimente o corte em camadas, para evitar o look redondinho no estilo black power, na moda nos anos 1960.

Publicidade

A lavagem deve evitar o frizz – os muitos fios que insistem em não seguir o mesmo caminho dos demais. Nestes tempos em que o cabelo liso é muito valorizado, 70% dos brasileiros têm este problema. Lave com água fria ou morna, para manter a oleosidade.

Os cabelos rebeldes já foram tratados com ferro quente (houve uma época em que os cabelos eram literalmente passados), o que deu origem às chapinhas. E com muito alisamento químico – muitos tratamentos resolvem o problema, outros conferem uma aparência artificial, mas praticamente todos prejudicam a saúde dos cabelos e podem levar à calvície.

Mas existem tratamentos simples para os cabelos rebeldes, que podem ser feitos em casa. O primeiro passo é a hidratação. Depois de lavar os cabelos, retire o excesso de umidade, de preferência sem o uso de secador, “amassando” os fios com a toalha e empurrando-os em direção à raiz, e aplique abacate, óleo de amêndoas doces ou de gérmen de trigo ou aloe vera – a babosa, vendida em casas de ervas e produtos naturais.

Publicidade

Não use pente nos cabelos rebeldes: modele os fios com os dedos. Pentear ou escovar cabelos crespos é uma tarefa para quando eles estão úmidos. Do contrário, eles perderão os cachos e a uniformidade – ou a falta dela.

Uma vez que o crespo tenha sido vencido com a hidratação – e são necessários vários dias para isto –, comece a usar um condicionador leave-in e um ativador de cachos. Existem opções em spray, creme e gel. Nunca mantenha um condicionador convencional nos cabelos; ele dá uma aparência artificial e deixa o cabelo pesado. O finalizador (sérum, creme de pentear ou o que for) deve ser aplicado da raiz às pontas, em todo o cabelo, e não apenas nos fios superficiais. Sem isto, os fios internos ficarão secos e armados.

Se a hidratação não der certo, é hora de experimentar um relaxamento. É uma técnica que não agride os cabelos como as químicas e reduz o volume em até 40%; mas nada de zerar o volume: cabelos crespos e ondulados permitem diversos penteados, que são mais permanentes do que os aplicados a cabelos lisos. É preciso valorizar os cachos e ondulações, pois eles dão movimento e estrutura.

Publicidade

Comente