Como usar o peplum

Descubra os segredos para usar este ícone fashion

No mundo da moda algumas tendências vão e voltam. Quando surge uma grande novidade, ela logo é absorvida pelas fashionistas e, pouco tempo depois é deixada de lado para dar lugar a novas modices. Todavia, ciclicamente, aquilo que um dia esteve no auge retorna ao apogeu no que os estilistas chamam de releitura, ou seja, um novo olhar sobre uma antiga ‘coqueluche’.

Publicidade

As releituras voltaram com tudo nesta temporada e podem ser vistas ganhando as ruas com o brilho dos paetês e do luréx, os plissados que dominam saias, vestidos e blusas, as rendas que estão em absolutamente tudo, dos pés à cabeça, e também no peplum. Com um nome divertido, o peplum já foi temido por muitas mulheres, pois achavam que ele “engordava” a silhueta, já que se trata de um recurso que se abre nos quadris, lembrando um pouco as anquinhas do final do século XVIII.

Presente agora em vestidos, tailleurs e outras combinações, o peplum pode ser usado com um recurso para disfarçar algumas imperfeições como uma barriguinha saliente ou um quadril mais largo. A proporção do volume causado pelo recurso é que deve ser o foco para que não haja erro. Equilíbrio na hora de montar o look também é fundamental: quem exagera no volume, acaba parecendo um botijão, inchado e disforme.

Se usar uma peça com peplum, o segredo é usar outra roupa mais ajustada, que cause o afinamento da silhueta, em especial para alguma região do corpo que seja bem bonita. Dessa forma, uma saia mais ajustada, um decote mais sequinho e mangas também sem volume ajudam a valorizar pontos positivos do corpo enquanto o volume, em si, fica ali, escondendo algo que não se quer notado.

Publicidade

A combinação de cores também ajuda a usar o peplum a favor do visual, sem medos de parecer mais cheinha. Para isso, aposte em contrastes de cores – eles sempre dão certo – e abuse dos tons mais escuros na região a ser disfarçada pelo volume do peplum. Os tons mais clarinhos, puxando para os brancos, beges e acinzentados não são proibidos, mas é preciso um pouco mais de atitude para usá-los, pois eles tendem a aumentar discretamente o visual e também são campeões em deixar transparecer uma calcinha marcada, um sutiã que causa dobrinhas e até mesmo a temida celulite.

As estampas são outro recurso a ser combinado com o peplum, lembrando que as baixinhas devem preferir a delicadeza das miudezas: pepluns menores, com pouco volume e estampa mais pequenininha, suave. Dificilmente uma mulher com corpo mignon vai ficar bem com uma roupa com estampas muito grandes e coloridas. Já as mais altas e as gordinhas podem apostar sem medo nas estampas e volumes maiores, mas sem errar a mão na combinação de cores. Sabendo usar, o peplum vai te fazer arrasar!

Publicidade

Comente