Como utilizar o Gráfico de Pesquisa do Facebook

O Facebook não vai expor nossas intimidades com seu mais novo produto, o Gráfico de Pesquisa, a empresa simplesmente disponibilizou uma forma de pesquisar os dados que já foram (voluntariamente) compartilhados, e facilitar o acesso para os amigos.

material-de-internet

Publicidade

Na nova barra de pesquis, um usuário do Facebook pode procurar por algo como: “Amigos que gostam de ‘Star Wars’ e de cozinhar.” Imediatamente, o Facebook vai cavar por entre amigos e amigos de amigos com gostos e interesses semelhantes.

O Facebook não vai magicamente saber quais dos seus amigos gostam destas coisas, ele simplesmente irá usar os dados que eles próprios forneceram, por livre e espontânea vontade.

Tudo, absolutamente tudo que você compartilhou com amigos no Facebook, contribuíram para a construção desse índice.

Publicidade

Por exemplo:

– Dados compartilhados a partir de aplicativos que você usa, como o Spotify (ainda não está sendo usado no Gráfico, mas será em um futuro próximo)

– Fotos com tags, principalmente aquelas com locais associados e datas

– Interesses, como músicas publicadas na timeline, programas de TV e blogs

– Facebook check-ins

– Sua sessão “Sobre”, incluindo carreira, status de relacionamento, e opiniões políticas ou religiosas.

Não importa o quão pequeno, sutil ou aparentemete irrelevante é o pedacinho de informação que você publicou despretensiosamente na sua timeline, os seus amigos (e amigos dos seus amigos, dependendo das suas opções de privacidade) podem desenterrá-lo usando o Gráfico de Pesquisa do Facebook.

Parece uma grande invasão de privacidade à primeira vista, mas não é apenas isso. O Gráfico de Pesquisa do Facebook abre portas para explorar a nossa rede social de uma forma completamente nova. Uma oportunidade que pode mais facilmente se traduzir em interações na vida real, e não apenas simplemente uma mão na roda para stalkers.

Você vai conseguir encontrar mais facilmente entre os seus amigos, alguém que goste daquela banda que quase ninguém curte, e vai fazer um show na sua cidade. Não é mais necessário que a pessoa preencha nos mínimos detalhes o perfil do Facebook pra isso. Basta ela publicar um trecho da letra, ou um vídeo da banda, e pronto! A pesquisa vai encontrá-la.

As implicações positivas do novo tipo de pesquisa são abundantes, mas ainda é sábio abordar a ferramenta com cautela, e “arrumar” a sua privacidade e o seu conteúdo antes da ferramenta começar a fazer sucesso com todos.

Portanto, agora é um momento perfeito para ajustar suas configurações de privacidade, e ocultar o conteúdo que você compartilhou no passado, de modo que os seus amigos apenas descubram a informações pessoais que você está disposto a compartilhar. Em tempo de redes sociais, a privacidade é nosso bem mais precioso.

Publicidade

Comente