Como se vacinar contra a gripe

A vacinação contra a gripe encerra dia 25 de maio e pessoas idosas, crianças de até seis meses e menos de dois anos, grávidas, indígenas e profissionais da saúde podem procurar os postos de saúde e se imunizar. Quem for doente crônico e portadores do HIV também podem receber a vacina nos postos, desde que apresentem receita médica. Para as pessoas que não estão contempladas no grupo acima, a alternativa é recorrer às clínicas particulares, onde o valor varia entre R$ 50 a 119. Se você tem alguma dúvida sobre a vacinação contra a gripe, leia as orientações a seguir:

Publicidade

– Pessoas que já tiveram alguma reação alérgica à vacina devem evitá-la. Quem está com alguma doença febril moderada ou grave deve adiar a vacinação até a melhora;

– A vacina protege contra as formas mais comuns de gripe na temporada e contra a gripe A, a famosa gripe suína;

– Mesmo quem tomou a vacina ano passado deve repetir novamente. A imunidade dura doze meses. A composição da vacina modifica, pois ela é feita de acordo com os vírus que estiveram no ar no ano anterior;

Publicidade

– A vacinação é realizada em 65 mil postos de vacinação do SUS, em todo o Brasil;

– Influenza é o nome do vírus da gripe. De alta transmissão, ele se espalha facilmente. É comum haver epidemias sazonais, principalmente no outono e no inverno;

– Não confunda gripe com resfriado. A gripe é uma doença grave e contagiosa, causada pelo Influenza. O resfriado é considerado mais simples e de curta duração, causado pelo Rhinovírus;

– Os sintomas da gripe se confundem com os do resfriado. As pessoas resfriadas costumam apresentam somente tosse e coriza. Mas quem está gripado se sente muito pior. Congestão nasal, coriza, tosse, febre, mal-estar, dor no corpo e na cabeça são as queixas comuns. A vacina não protege contra o resfriado;

– A transmissão tanto da gripe como do resfriado ocorre quando uma pessoa já contaminada transmite as secreções das vias respiratórias para a outra. Isso acontece por meio da tosse, do espirro e até do toque;

– A vacina é contraindicada para quem tem alergia à proteína do ovo e para quem já teve alguma reação alérgica a algum componente dela;

– Depois de aplicada, a vacina leva duas a três semanas para começar a fazer efeito e dura mais ou menos um ano.

Não perca tempo. Procure um posto de saúde ou uma clínica e vacine-se.

Publicidade

Comente